Jornal do Brasil

Tom Leão

Tom Leão

Boas conversas em várias marchas

Jornal do Brasil

 Antes de a Netflix consolidar o seu reinado entre os serviços de streaming, houve uma plataforma chamada Crackle (vinha embarcado em algumas Smart TVs), que pertencia a Sony, cujo conteúdo era inteiramente gratuito. É claro que, por isso, não oferecia muita coisa. Havia lá, basicamente, uns filmes não muito conhecidos, e séries de TV clássicas, como ‘Jeannie é um genio’ e ‘A feiticeira’. 

Mas, no meio de seu curto catálogo, uma produção inédita se destacou: ‘Comedians in cars getting coffee’. Literalmente, mostrava comediantes em carros, bebendo café (bem, não exatamente, mas, batendo um bom papo num certo trajeto até chegar ao café de fato, em algum restaurante de Los Angeles). O motorista é o criador/produtor da série, Jerry Seinfeld, que, depois de ficar milionário com a série que leva seu nome, foi morar no ensolarado sul da Califórnia, onde passou a colecionar carros de luxo. Quando bateu o tédio, resolveu unir o útil ao agradável. E, assim, a série começou a ser feita.

‘Café com Seinfeld’ (nome usado no Netflix) começou a ser exibida na plataforma Crackle em 2012 (desativada para fazer parte de um plano maior da Sony, a PlayStation TV, depois de um breve período em que passou a cobrar por parte de seu conteúdo), onde permaneceu até 2017. Geralmente, o episódio começa com Seinfeld apresentando o carro da vez, que pode ser um moderníssimo Porsche Carrera GT ou uma velha Kombi Volkswagen, toda enferrujada. Após a breve introdução do veículo, ele pega o convidado da vez e começa o passeio, até chegar ao restaurante ou cafeteria. 

O primeiro convidado não podia ter sido ninguém menos do que o mentor de Jerry e co-criador de ‘Seinfeld’, Larry David (que, nos últimos dez anos, comanda uma serie própria, ‘Curb your enthusiasm’, na HBO). Jerry o recebeu a bordo de um velho VW bug (o nosso famoso fusquinha). E, em seguida, veio o inglês Ricky Gervais (dos poucos que já repetiu o passeio). Mas, foi no último episódio da primeira temporada que as coisas saíram um pouco do roteiro, quando convidou Michael Richards (o Kramer da TV), que fez Jerry sair da rota programada e tentar encontrar o boxeador Sugar Ray Leonard numa rua lateral!

Pois é, coisas assim podiam acontecer. E tornavam tudo ainda mais interessante.

Na primeira fase da série, no Crackle, os episódios eram bem curtinhos, cerca de 15 a 20 minutos. Mas, desde que se mudou para Netflix, no ano passado a contagem das temporadas foi zerada (voltou para a primeira) e a duração dos episódios passou a variar, podendo chegar na casa dos 40 minutos. Alguns, chegam a ser divididos em dois episódios. Mas, dependendo do entrevistado, não chega a cansar. 

E, desde o começo, a lista de caronas de Jerry Seinfeld é impressionante (nem todos, estão no catálogo Netflix). Além dos já citados, ele já passeou com Mel Brooks e Carl Reiner (juntos), Jay Leno, Sarah Silverman, David Letterman, Chris Rock, os finados Don Rickles e Jerry Lewis, Tina Fey, Bill Maher, Jon Stewart, Jim Carrey, Julia Louis-Dreyfus, Steve Martin, Will Ferrell, Eddie Murphy, etc, num total, até agora, de 84 episódios, que incluiu até um convidado não-comediante, Barack Obama. 

Um programa muito mais divertido do que uma viagem de Uber juntos.

RUGIDOS: 

*Novo original Globoplay, 'Sessão de Terapia', chega à plataforma de streaming no dia 30 de agosto. Dirigida por Selton Mello, traz o ator e Morena Baccarin (das séries 'Homeland' e 'Gotham' e dos filmes 'Deadpool') nos papeis centrais. No total, serão 35 episódios. 

* O canal HBO está exibindo ‘Gelo em chamas’, doc produzido e narrado por LeonardoDiCaprio. O longa apresenta soluções inovadoras para conter os problemas resultantes das mudanças climáticas. 

* O Grupo Planeta anunciou um acordo editorial de âmbito global com a Netflix para a publicação de livros baseados em suas séries. Os primeiros projetos que serão lançados são ‘La casa de papel’, ‘Élite’ e ‘La casa de las flores’. Os primeiros títulos começarão a chegar nas livrarias na primavera de 2019. 

* O filme ‘Share’, que tem como ponto de partida o compartilhamento nas redes sociais de um vídeo íntimo de uma adolescente, estreia 5 de agosto, 23h, no HBO. Premiado no Festival Sundance, é baseado em um curta-metragem dirigido por Pippa Bianco.