Publicidade

Tom Leão

2020: o ano em que o cinema 'acabou'

A saudade de viajar numa sala escura (ainda que pela manhã) por duas horas

...
Credit......

Há sete meses, completados nesta semana, fui à minha última cabine (sessões de cinema com filmes exibidos exclusivamente para a imprensa). Nem foi grande coisa, ‘Bloodshot’, sci-fi de ação, estrelado por Vin Diesel. Mas ficou a saudade de viajar numa sala escura (ainda que pela manhã) por duas horas.

Desde então, muitos filmes programados para 2020 foram, um a um, tendo suas datas de lançamento alteradas. Já era para termos visto a nova aventura da Mulher Maravilha, ‘Wonder Woman 1984’ (que já foi remarcada quatro vezes!) e curtido o último James Bond, ‘Sem tempo para morrer’, entre tantos outros. Como o ultimo do Christopher Nolan, ‘Tenet’. Este até já estreou em alguns países. Mas, devido a pandemia, está sendo lançado aos poucos.

A próxima cabine teria sido para a sequência de ‘Um lugar silencioso’, que estrearia no final de março e, agora, está programada para abril próximo, mais de um ano depois. Pior foi ‘The Batman’, que pulou para março de 2022. Porque o ator principal, Robert Pattinson, pegou covid e as filmagens pararam. O filme solo da Viúva Negra, que até poucas semanas estava previsto para estrear em novembro, foi para maio de 21. Já ‘The French Dispatch’, de Wes Anderson, que pulou de julho para outubro, está sem data.

Já um dos filmes mais esperados do ano, ‘Duna’, de Dennis Villeneuve, que ia estrear em 18 de dezembro, foi para outubro de 21. Basicamente, a maioria dos blockbusters foi empurrada para a partir de abril próximo. E muitos que estavam programados para 2021 estão indo para 22, pelo efeito cascata. Criou-se um abalo de grandes proporções nas datas de estreias e calendários dos grandes estúdios.

Por conta disso, depois de jogar ‘Mulan’ (que seria lançado nos cinemas em março último) diretamente no Disney+, seu serviço de streaming, a Disney anunciou esta semana que a nova animação da Pixar, ‘Soul’ (que teria estreado em junho), também irá para a plataforma, em dezembro. Até lá, já teremos o serviço funcionado plenamente aqui. Enquanto isso, cinemas fecham pelo mundo afora, deixando um imenso vazio em todos nós.

R.U.G.I.D.O.S

*A Claro oficializou seu serviço de TV box. O Claro Box TV é um serviço de IPTV que traz no produto canais abertos, acesso ao Now (para compras) e Claro Vídeo, isso tudo por R$ 20 mensais no plano básico. Quem já assina algum serviço da companhia poderá ter adesão gratuita. Quem está chegando na operadora terá um custo de R$ 250. O aparelho, por outro lado, é fornecido em comodato, ou seja, fica com o usuário enquanto ele for assinante. É possível usar HBO GO, Telecine Play, Looke, Starzplay e outros, mas precisará fazer sua assinatura através do box. Já Netflix virá embarcado.

*Starzplay anunciou que ‘Seduced: Inside the NXIVM Cult’, série documental original em quatro partes, estreia no canal Starz e na Starzplay no domingo, 18 de outubro, nos EUA, no Reino Unido e nos países de língua espanhola da América Latina, e no domingo, 15 de novembro, na França, na Alemanha, na Itália, na Espanha, no Brasil e no Japão. A série leva os espectadores a um relato profundamente íntimo e em primeira pessoa sobre o grupo de autoajuda que se tornou o destrutivo culto do sexo NXIVM.

*O Amazon Prime Video divulgou teaser trailer da série Original Amazon espanhola ‘El Cid’. Estrelada por Jaime Lorente (‘La Casa de Papel’, ‘Todos Já Sabem’), a série será lançada exclusivamente no Prime Video, ainda neste ano, em mais de 200 países e territórios.