Jornal do Brasil

Saúde & Alimentação

Saúde & Alimentação

Wilson Rondó Júnior

Seis fatores que causam estragos na sua tireoide

Jornal do Brasil WILSON RONDÓ JUNIOR *, drrondo@drrondo.com

Estamos vivendo sob constantes ataques de toxinas, e muitas vezes a nossa situação passa mal diagnosticada. Um exemplo muito comum é a disfunção tireoidiana… Os sintomas clássicos vão desde fadiga sem causa aparente, depressão e dificuldade de concentração até mudanças de peso sem motivos. Nos homens, pode haver redução de libido, disfunção erétil e perda de cabelo. Porém, precisamos enxergar além dos sintomas, compreendendo os agressores ambientais.

Veja alguns deles:

1 – Substâncias xenobióticas: Numerosos estudos nos mostram que moléculas não naturais produzidas pelo homem (xenobióticos), como os bifenilos policlorados (PCBs), o bisfenol A (BPA), e o ácido perfluorooctanóico (PFOA) – usado em revestimentos antiaderentes de panelas e impermeabilizantes de tecidos – comprometem a função tireoidiana. Estudos mostram que pessoas com concentrações acima de 25% do permitido têm 2 vezes mais chances de ter doença da tireoide.

2 – Metais tóxicos: Metais pesados, como mercúrio, alumínio, cádmio, arsênico e chumbo são encontrados na poluição ambiental, nos frutos do mar e amálgamas dentários. É importante avaliar o grau de intoxicação, e, se for o caso, fazer um detox. Conforme as toxinas desaparecem, você passa a ter maior bem-estar, pois a sua tireoide volta ao normal.

3 – Glúten: A sensibilidade ao glúten é frequente e pode ser a causadora de disfunção da tireoide, por respostas autoimunes. Micropartículas desse alimento, especialmente quando se tem intestino poroso, podem ser absorvidas na corrente sanguínea. Elas são identificadas erroneamente como antígenos, produzindo anticorpos. Fique alerta, pois pode ser o seu caso.

4 – Soja: Milhares de estudos científicos vinculam a soja ao comprometimento da tireoide. Seus fitoestrogênios são potentes agentes que causam hipotireoidismo e até câncer de tireoide. Para crianças, o consumo de fórmulas de soja tem sido associado a doenças autoimunes da tireoide. Produtos não fermentados como carne de soja, leite de soja e queijo de soja não são aconselháveis. Os orgânicos como natto, missô e tempeh são saudáveis.

5 – Bromato: É um desregulador endócrino, pois compete pelos mesmos receptores usados na glândula tireoide para capturar iodo. Consequentemente, haverá inibição da produção de hormônios da tireoide, resultando em hipotireoidismo. Aumenta ainda o risco de câncer tireoidiano, de mama, ovário e próstata. É encontrado em produtos de panificação, refrigerantes cítricos, pesticidas e algumas medicações.

6 – Estresse e exaustão de glândula adrenal: O estresse compromete a glândula adrenal, gerando aumento do nível de adrenalina e cortisol e impactando a tireoide. Haverá queda de hormônio tireoidiano e consequentemente exaustão ou fadiga adrenal. Esse desequilíbrio causa hiperglicemia, colesterol elevado, hipertensão, queda de cabelo, obesidade e fadiga.

Se você passa por isso, fique de olho! Além de um programa de desintoxicação, é aconselhável suplementos que possam ajudar naturalmente. Converse com seu médico!

Referências bibliográficas:

•Int J Mol Sci. 2017;18(12):2583

•Thyroid. 2010;20(7):755–761

•Environ Health Perspect. 2011;119(10):1396-1402

•Am J Epidemiol. 2010;171(4):455–464

•Environ Health Perspect. 2017;125(10):104502

•Environ Health Perspect. 2011;119(10):1396-1402

•Zhonghua Lao Dong Wei Sheng Zhi Ye Bing Za Zhi. 2003;21(2):111-113

•J Ethnopharmacol. 1999;67(2):233-239

•Eurekalert January 21, 2010

•Environmental Health Perspectives January 7, 2010



Tags: tireoide