Água com gás é uma alternativa saudável?

A água com gás é basicamente água que foi infundida com gás de dióxido de carbono sob pressão, causando uma sensação efervescente em sua língua toda vez que você toma um gole. Ela existe desde os anos 1700 e remonta às nascentes naturais, pela presença de águas minerais carbonatadas, conhecidas no passado como “seltzers”. No início, acreditava-se que o banho nessas águas tivesse efeitos saudáveis, e então se começou também a bebê-las.

Em 1767, o cientista inglês Joseph Priestley criou a primeira água artificialmente carbonatada. Ela ficou popular, pois acreditava-se que combatia doenças, incluindo o escorbuto. Apesar disso não se comprovar, caiu no gosto dos consumidores e hoje está disponível basicamente em 3 tipos:

1 - Água mineral com gás: Água naturalmente gaseificada de nascentes e poços naturais, por vezes engarrafada na fonte. Já apresenta naturalmente compostos de sal e enxofre, gerando um sabor e paladar distintos, dependendo da fonte.

2 - Água com gás: Produto de água mineral carbonatada, com sabor limpo, feita a partir de água pura infundida com dióxido de carbono. Não é natural, é criada.

3 - Club soda: Trata-se de um tipo de água com gás, muito mais próxima de um refrigerante por ser infundida com outros ingredientes minerais, como bicarbonato de sódio, citrato de sódio, sulfato de potássio e fosfato dissódico.

Diferenças entre águas

>> Água normal

Fornece hidratação adequada.

Contém minerais valiosos como cálcio e magnésio.

É insipida.

>> Água com gás

Fornece hidratação semelhante à água normal.

Contém mais ingredientes minerais, como compostos de sal e enxofre, que podem ser naturais ou intencionalmente infundidos.

Pode ser insípida ou ligeiramente salgada, dependendo da concentração dos minerais.

É borbulhante e promove a sensação de saciedade rapidamente.

Água com gás é ruim para você?

Muitos se preocupam que o consumo de água com gás possa causar perdas minerais ósseas e até cáries dentárias, mas isso não ocorre. Esse problema é exclusivo de refrigerantes, pela desequilibrada relação cálcio / fósforo, como se comprovou em estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, em 2006.

Quanto às caries, estas são motivadas pela adição de ácidos e açúcares em algumas bebidas carbonatadas, de acordo com publicação do Journal of Zhejiang University Science, em 2009. Já água com gás com sabor se torna uma bebida potencialmente erosiva, se nivelando com os refrigerantes, segundo estudo publicado em 2007 no International Journal of Pediatric Dentistry.

Ao beber água com gás, opte então pelas sem sabor e lembre-se de não consumir de uma única vez, pois quando as bolhas se dissolverem dentro do seu estômago, podem causar inchaço e desconforto. Ela também promove a sensação de plenitude rápida, o que pode dar a falsa impressão que já se atingiu a hidratação necessária.

-

Referências bibliográficas:

The Open University September 26, 2005

The Soft Drinks Companion: A Technical Handbook for the Beverage Industry, p.167, 2004

“Water: A Global History,” 2015

The Kitchn, "What's the Difference Between Club Soda, Seltzer, and Sparkling Mineral Water?" October 21, 2014

Global News June 24, 2018

Live Science April 19, 2018

BMC Public Health. 2003; 3: 21

J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 2012;58(5):333-8.

Harvard Health Publishing January 2010

Am J Clin Nutr. 2006 Oct;84(4):936-42.

J Zhejiang Univ Sci B. 2009 May; 10(5): 395–399

Int J Paediatr Dent. 2007 Mar;17(2):86-91