Publicidade

Resistência a antibióticos: como evitar este problema

Sempre ouvimos falar de algum caso em que problemas com resistência a antibióticos levam a situações fatais

...
Credit......

Sempre ouvimos falar de algum caso em que problemas com resistência a antibióticos levam a situações fatais. Isso está se tornando cada vez mais frequente e, na prática, pouco se tem feito para resolver a questão. Na era pré-antibióticos, as pessoas morriam com facilidade por infecções. Apesar de todo o avanço da medicina moderna, essa incidência de mortes por infecções resistentes a antibióticos só tem crescido. As bactérias estão cada vez mais resistentes, mesmo aos mais antibióticos mais poderosos! Afinal, o que está acontecendo? Veja...

1.Os antibióticos estão sendo usados de forma inadequada e em excesso, como para tratamento de infecções virais, por exemplo. Muitas pessoas ainda não sabem que antibióticos não agem contra vírus. Esse mau uso estimula as super bactérias resistentes a antibióticos em cerca de 50%.

2.Médicos e hospitais têm usado antibióticos de forma desnecessária ou usado medicações erradas para tratar infecções, segundo o US Center for Disease Control and Prevention (CDC).

3.O uso excessivo de antibióticos não ocorre só na medicina, mas também na produção de alimentos. Saiba que 80% do antibiótico produzido nos EUA é usado em animais de confinamento com o objetivo de induzir o crescimento mais rápido. Essa prática já foi banida em alguns países da Europa. Quando ocorre esse uso, além dos resíduos dos antibióticos ficarem na carne e nos laticínios, as bactérias resistentes passam para o seu organismo quando você se alimenta. Depois elas os genes resistentes para outras bactérias no seu corpo, tornando você mais propenso a ficar doente.

4.Publicação na Rodale News mostra que os herbicidas usados normalmente também promovem resistência a antibióticos, causando uma imunização da bactéria ao antibiótico. O herbicida Roundup, por exemplo, promove super bactérias E. Coli e Salmonela. Quando usado, a bactéria ativa certos genes, expelindo substâncias proteicas e tóxicas. A partir daí ela também pode resistir a antibióticos, como também ocorre com os herbicidas dicamba e/ou 2, 4 – D, ingredientes do agente laranja.

Outro estudo, publicado no Journal M Bio, mostra que a magnitude do uso de químicos na agricultura, com a simultânea exposição a antibióticos, tem causado resistência a esses. O impacto do glifosato, quelando manganês do metabolismo humano, pode causar um aumento da habilidade dos patógenos em desenvolver resistência a antibióticos. Isso ocorre pelo comprometimento da flora bacteriana e problemas na utilização do manganês. Com isso, há um acúmulo de manganês nos sais biliares, o que permite à Salmonela ganhar força.

Portanto, com relação à agricultura, temos 4 fatores do nosso sistema de produção de alimentos causando a grande variedade de problemas de saúde e ambientais, que são:

1.cultivo transgênico;
2.pesticidas glifosatos;
3.animais confinados;
4.uso de antibióticos de rotina nesses animais.

A solução? Está em você!
•Procure consumir carnes e laticínios de animais orgânicos criados soltos, não confinados.
•Evite alimentos transgênicos.
•Use antibiótico só com orientação médica.
•Fortaleça o seu sistema imunológico com tratamentos preventivos.
Cuide-se. E Supersaúde!
-
Referências bibliográficas:

•mBio March 24, 2015: 6(2); e00009-15
•Rodale News March 23, 2015
•The Lancet Oncology March 20, 2015
•Institute of Science in Society March 24, 2015
•J Environ Anal Toxicol 4:210. doi: 10.4172/2161-0525.1000210
•US News March 20, 2015
•Mov Disord, 2001;16(3):565-568.


Dr. Wilson Rondó Jr.
CRM RJ 52-0110159-5
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo
Registro nº 058357