Jornal do Brasil

O Outro Lado da Moeda

O Outro Lado da Moeda

Gilberto Menezes Côrtes

Resposta do presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal

Jornal do Brasil

Em resposta à notícia desta coluna — "Resultado da CEF: ganho da diretoria sobe 204%", o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto, mandou a seguinte nota:

"Presidente da Fenae considera abuso da diretoria da CEF

"O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto, classifica como “um abuso, um deboche” a diretoria do banco, na maior crise já vivida pelo país, mais que triplicar o salário da cúpula do banco.

“Enquanto metade da população — mais de 100 milhões de pessoas — se cadastram para receber R$ 600 mensais de auxílio à sobrevivência, enfrentando filas e colocando a saúde em risco durante a pandemia — diretores da Caixa reajustam os próprios vencimentos em 204%", analisa Takemoto. “Isso é um desrespeito com a nação brasileira”, diz o presidente da Fenae, que representa 84 mil bancários (cerca de 50 mil na linha de frente do atendimento à população).

"PARA POUCOS

"Como o JB noticiou nesta sexta-feira (22), os ganhos da diretoria da Caixa subiram 204%. Já o lucro líquido do banco recuou 22% em comparação ao primeiro trimestre de 2019. Só para o presidente da estatal, Pedro Guimarães, o erário paga R$ 56.197 por mês. Para 12 vice-presidentes e 22 diretores-executivos, as remunerações mensais ultrapassam R$ 45 mil e R$ 41 mil. E foram para eles que os salários triplicaram!"