Jornal do Brasil

Música em Pauta

Música em Pauta

Mariana Camargo

Hoje é dia de Harpa

Jornal do Brasil

Durante o mês de maio acontecerá a cada dia um concerto de harpa. Um não, em alguns dias serão vários concertos. Harpistas brasileiros e de diversas partes do mundo se reúnem este mês para o XIV RioHarpFestival. Serão cerca de 100 apresentações em espaços culturais e pontos turísticos do Rio de Janeiro. O festival é uma iniciativa do Música no Museu, um projeto de música clássica com 21 anos de atividades ininterruptas, que tem direção de Sergio Costa e Silva. Graças aos esforços do diretor, dos patrocinadores e de todos os envolvidos, os concertos são gratuitos.

A abertura será hoje, 1º de maio, às 15hs no CCBB-Teatro II, e traz uma novidade, a integração entre a harpa e a gaita de foles com a apresentação de uma orquestra, parte de um projeto de inclusão social em São Gonçalo, e com um dos nomes de maior destaque no cenário da harpa no Brasil, Vanja Ferreira. Às 18hs, também no CCBB, é a vez do argentino Athy, que toca harpa elétrica e celta. O encerramento, dia 31 de maio no mesmo local, será com a apresentação da harpista escocesa Zoe Vandermeer tocando música antiga. A programação completa pode ser encontrada no site do Festival

Macaque in the trees
O harpista argentino Athy (Foto: Reprodução)

NOTAS e ACORDES

Apresentação da Orquestra Sinfônica de Mulheres do Rio de Janeiro, sob a regência de Priscila Bomfim. A orquestra que estreou em março de 2019 traz um novo sopro aos ares da música na cidade. O programa deste sábado, às 16hs, na Sala Cecília Meireles, inclui peças com a participação das cantoras solistas Carla Rizzi, Ludmilla Bauerfeldt e Júlia Anjos, interpretando obras em que as mulheres se destacam, como: “Suíte Camen”, Bizet; “Sempre Libera”, da ópera “La Traviata” de Verdi; “Lua Branca”, Chiquinha Gonzaga; entre outras.

Macaque in the trees
Orquestra Sinfônica de Mulheres do Rio de Janeiro (Foto: Daniel Ebendinger)