Jornal do Brasil

Marketing, Propaganda, etc.

Marketing, Propaganda, etc.

Renata Granchi

Varejo é sobre interação, venda é sobre mágica

Jornal do Brasil RENATA GRANCHI

A NRF, maior evento do varejo mundial, acontece todos os anos em Nova York e apresenta as tendências do setor. A edição 2019, realizada em fevereiro, reuniu cerca de 40 mil pessoas para debater sobre as novidades e exigências desse mercado para o futuro. O publicitário Flavio Cordeiro, sócio da agência Binder, esteve lá e trouxe para o Brasil o aprendizado que vivenciou com alguns dos maiores players que estão tranformando o varejo de hoje.

Macaque in the trees
Flávio Cordeiro (Foto: Divulgação)

O que de mais inovador você viu na NRF 2019?

O que mais me chamou a atenção foi a tomada de consciência de que a tecnologia mais inovadora é a cultura da organização. É a cultura: times diversos, direcionados por dados, trabalhando em colaboração com outras áreas e empresas. A inovação é o resultado de uma cultura que não puna as pessoas pelos erros que cometeram no processo de testar novas hipóteses. A cultura é o sistema operacional da inovação. A tecnologia é um meio que acelera esse processo, mas apenas um meio.

Essa é uma feira que apresenta muita tecnologia voltada para o varejo. Quais são os maiores desafios de implementação no mercado brasileiro?

Mais uma vez não acredito que o maior desafio seja tecnológico. Boa parte das tecnologias já estão disponíveis. Veja a questão dos dados por exemplo. Em cada compra que você faz num varejo de moda você oferece um monte de dados e no final acaba recebendo um e-mail na data do seu aniversário oferecendo um desconto. Só isso? Há dados em profusão, algoritmos e sistemas de inteligência artificial estão disponíveis também, mas a cultura de orientar suas decisões por dados e não por opiniões ainda não é uma realidade. Nosso maior desafio é cultura de inovação. Nesse sentido acho muito válido olhar atentamente para o que está acontecendo na China.

O que podemos esperar em termos de tecnologia de varejo para os próximos anos no Brasil?

Esse ano produzimos aqui na Binder um relatório analisando com muita profundidade as 30 empresas expositoras de tecnologia que mais nos chamaram a atenção. Dividimos nosso relatório em seis grupos: internet das coisas, robótica, realidade virtual, inteligência artificial, inteligência de dados e omni design. O que vamos ver nos próximos anos são tecnologias ligadas a meios de pagamento e checkout automatizado, mais e mais recomendações de compra com base em algoritmos e a biometria entrando com força no e-commerce.

A velocidade de soluções por meio da tecnologia é mais rápida do que sua implementação em muitos casos. Como resolver essa equação em que as soluções estão sendo substituídas rapidamente, e em um piscar de olhos, já vem aí uma nova versão?

Estamos destinados a sermos eternos aprendizes. Acontece que a alma humana precisa de tempo, enquanto a tecnologia atropela o tempo necessário para que possamos “civilizar” as tecnologias disponíveis. Daqui pra frente seremos sempre uma versão beta de nós mesmos. Seremos seres eternamente em transição. Na verdade sempre fomos, o que muda é a velocidade com que essas transformações ocorrem.

A tecnologia a serviço do varejo é meio ou protagonista? E qual o papel do consumidor nesse processo todo?

O que a maioria dos palestrantes da NRF demonstrou esse ano é que os modelos de negócio mais interessantes são os que entendem profundamente do ser humano. São as transformações comportamentais que geram oportunidades de inovação no varejo. A tecnologia é o meio para atender melhor e entender com mais profundidade essas transformações. Num mundo hiperconectado, paradoxalmente, a necessidade de contato humano é crescente. Varejo é sobre interação humana, venda é consequência de uma interação mágica. A inteligência artificial não substitui a interação humana real e vibrante.

___________

Binder lança e-book digital sobre inovação

Material traz informações sobre 30 empresas presentes à NRF 2019 e que mostraram as soluções mais inovadoras para o varejo. Ficou interessado? Todo o conteúdo pode ser acessado aqui.

___________

Microssérie para inspirar autoestima

A Sorridents, maior e mais importante rede de clínicas odontológicas da América Latina, do Grupo Salus, investe em microssérie para inspirar autoestima e gera movimentação de negócios em território carioca. A marca acredita que a cidade é uma região promissora para o setor de saúde e beleza e aumenta participação de mercado com novas inaugurações.

Expectativa é inaugurar mais 20 unidades até o final do ano. As microsséries serão exibidas nas plataformas digitais da marca como o Facebook e Instagram.

___________

Artplan apresenta nova campanha da marca Melitta

A Artplan inicia a nova fase da campanha de café Melitta com o lançamento do filme 'Música'. Criado pela agência, ela dá continuidade à campanha de comunicação da marca de café e filtro iniciada no segundo semestre de 2018.

___________

Hering Kids lança desafio de dança nas redes sociais

A marca infantil dos dois peixinhos convidou os influenciadores digitais mirins Kelvyn Bertoni e Isabella Nakahara para liderarem a campanha “Hering Kids no Movimento Play Jeans”, ação que incentiva a prática de atividades físicas pelas crianças, por meio da criação de um desafio de dança direcionado aos seguidores da dupla e da marca. A ação vai até 03 de abril.

___________

Novas contratações

A Artplan anuncia Luiz Villano em seu time para atuar como Diretor de Desenvolvimento de Negócios, novo cargo criado pela agência. O profissional irá atuar na operação de São Paulo com foco em novos negócios, e também no desenvolvimento de algumas iniciativas e projetos da agência.

Para fortalecer o DNA de varejo e comandar a área de Marketing Digital da Pullse, Ricardo Dias assume o posto de Diretor de Marketing Digital da agência.