Jornal do Brasil

Marketing, Propaganda, etc.

Marketing, Propaganda, etc.

Renata Granchi

Erros e acertos na estratégia do e-mail marketing

Jornal do Brasil

É no início do ano que as empresas fazem os seus planejamentos. Entrevistei Gustavo Pereira, com 25 anos de mercado, CEO da agência Noblind, especializada em marketing digital e que faz parte de um seleto grupo de especialistas e apaixonados pela ciência do e-mail marketing. A agência está em plena lua de mel, após unir sua operação com a agência Diz’ain na criação de uma nova marca, agora chamada de Noblind DZ. A operação conta com um time de 20 profissionais e uma carteira com mais de 30 clientes. Dentre eles, a Universidade Estácio de Sá, GloboSat Play, Globo Brasília e Domino’s.

Macaque in the trees
Gustavo Pereira (Foto: Divulgação)

O uso do e-mail marketing pelas empresas pode ser considerado uma das ferramentas mais poderosas como força de venda e lembrança de marca. Entretanto, existe também uma rejeição muito grande de quem o recebe. Qual rotina de envio deste tipo de e-mail é considerada aceitável?

Costumo dizer que, se o e-mail marketing não for uma das três primeiras fontes de renda das suas vendas online, algo está errado. Uma newsletter que entrega exatamente o que promete, sempre, sempre dará bons resultados. O que muitos empresários não compreendem é que você precisa investir na formação de uma base de dados sólida e engajada, produzindo conteúdo de qualidade e que agregue valor. Desta forma, a venda acontece naturalmente e em muitos dos casos surpreende pelo rápido resultado.

Ao analisar os dados, você poderá identificar os melhores dias e horários para o envio das suas campanhas. Cada mercado, com seus produtos específicos, guardam em si peculiaridades que vão direcionar a melhor estratégia. Meu conselho é não seguir regras genéricas, pois cada base tem características únicas.

Sobre o spam, esta é umas das práticas que eu mais tenho combatido nos últimos anos e que infelizmente segue numa crescente. As empresas que não têm conhecimento sobre o uso do Marketing Digital para a formação de uma boa base de dados, preferem comprar estes usuários, achando que estão fazendo um super negócio. Só que não estão. Estes usuários não pediram para receber nada e podem ficar com raiva da sua marca.

Quais as melhores datas e horários para postagens em redes sociais? Existe uma fórmula que costuma dar sempre certo?

Não acredito em receitas de bolo ou regras que atendem a todos, prefiro analisar relatórios e fazer assim que os dados trabalhem pra mim. Mas observe que 75% do engajamento acontece nas primeiras cinco horas da sua postagem, ou seja, escolher corretamente o horário para postar é ainda mais importante. E é dentro de diretrizes como estas que pensamos a estratégia dos clientes.

Para exemplificar, pesquisei alguns números fornecidos pela QuickSprout. Segundo a pesquisa, os dias que geram maior engajamento no Facebook são quinta e sexta. Já o melhor horário para conseguir mais compartilhamentos é 13h, e, para conseguir cliques, 15h. Uma sugestão mais ampla de horários seria entre 9h e 19h.

CURSOS DE MARKETING

Janeiro é mês de férias, mas pode ser também uma oportunidade para aprimorar os conhecimentos. Pensando nisso, a ESPM-Rio montou quatro cursos de curta duração: Intensivo de Marketing Digital, Big Data aplicado à Inteligência de Marketing, Comunicação e Diversidade: como comunicar a diversidade e engajar pessoas e 35 Hacks de Marketing Digital.

Inscrições e mais informações podem ser obtidas no site www.espm.br/educacao-continuada, pelos telefones (21) 2216-2002 e (21) 2216-2102 ou pelo e-mail cursos@espm.br.

JÁ É VERÃO NA DROGARIA VENANCIO

A drogaria carioca Venancio inicia nesta semana uma campanha de conscientização sobre a importância de se proteger do sol. Assinada pela agência 3AW, terá uma série de ativações que será realizada nas lojas, com direito até a distribuição de brindes, como viseiras e bolsas. Uma das ações é a “Roleta de Verão”, que dará descontos especiais de 40 a 50%, conforme a temperatura do dia. A julgar pelo calor da estação, a coluna aposta que o ponteiro não sairá dos 50%. A conferir!