Jornal do Brasil

JBicho & Cia

JBicho & Cia

Daniela Calcia

Vira-latas são mais resistentes a doenças? Saiba mais sobre esses pets!

Jornal do Brasil DANIELA CALCIA, daniela.calcia@jb.com.br

Apesar da grande popularidade dos vira-latas, ainda existem muitos mitos sobre eles, e se realmente são mais resistentes do que os cães de raça, se vivem mais tempo e se podem comer qualquer coisa. Eu tenho três 'viras', já resgatei alguns e posso dizer que raramente ficam doentes, Se você vacinar, vermifugar, der o antipulgas e uma boa ração, poderá contar com esses 'aumigos' por muitos anos. Tiramos nossas dúvidas com a veterinária Livia Romeiro, do Vet Quality Centro Veterinário 24h. Confira!

Macaque in the trees
Vacinação, vermifugação e boa alimentação garantem excelente saúde aos nossos pets (Foto: Álbum de família)

Quais cães são considerados vira-latas? "Primeiramente, é preciso ter em mente que todo cão é único. Não importa se possui uma raça definida ou não. Os cachorros considerados vira-latas ou SRD (sem raça definida) são aqueles provenientes da mistura de raças em seu código genético. E isso independe se o pai ou a mãe venham de linhagens puras, mas sim de raças diferentes. O fato é que a maioria dos cachorros vira-latas já vem de misturas de raças e portes há muitas décadas. Assim, é importante saber que qualquer cachorro que não tenha pedigree – isto é, um animal o qual sua origem é desconhecida e/ou não venha de cruzamento de cães da mesma raça – é classificado como vira-lata", afirma a vet Livia.

O vira-lata realmente não fica doente?  Segundo a Dra Lívia, é mais ou menos verdade. "Para entendermos melhor essa questão de doenças em cachorros, neste caso, em cães sem raça definida, é preciso falar sobre Seleção Natural, a chamada “Lei do mais forte”. Um animal que vive na rua precisa buscar diariamente o próprio alimento e lutar por sua sobrevivência. Ele acaba passando fome, frio, enfrenta maus-tratos e outras circunstâncias nem um pouco agradáveis. Essa realidade é bem diferente para os pets que vivem em casa. É possível afirmar isso, pois eles recebem comida, água, abrigo, carinho e todo conforto necessário para o seu bem-estar. Isto é, não precisam enfrentar as dificuldades de se lutar por território ou comida".

"Obviamente, os cães vira-latas que nascem com alguma fragilidade não conseguirão se sair tão bem quanto os outros mais fortes. Assim, é seguro dizer que os cães SRD são menos propensos a ter problemas hereditários, sim. Mas isso não quer dizer que os vira-latas nunca ficam doentes. Pelo contrário, eles ficam sim. Inclusive, quanto mais velho ele for ficando, mais chances os cães têm de adquirir alguns problemas de saúde. Dores nas articulações como artrite e artrose, dificuldades na visão, problemas no coração… E essa realidade afeta todos os cães, com ou sem raça definida", ressalta a Dra Lívia.

A minha vira-lata Brigitte, raramente fica doente, adotei filhote, mas teve muita otite, hoje em dia não tem mais, mas segundo o veterinário, a causa foi alergia a produtos de limpeza. Hoje em dia só uso álcool, vinagre e água sanitária. Já Amora e Frederico, que vieram das ruas, nunca ficam doentes. Imagino quanta porcaria já comeram quando estavam esfomeados na rua. Frederico, quando resgatei, o exame de sangue estava ótimo, só acusou verminose. Foi uma surpresa, mesmo assim, ele ficou em quarentena num ambiente separado das meninas, mas deu tudo certo.

Macaque in the trees
A alimentação dos animais deve ser balanceada sempre, independentemente de ter ou não uma raça (Foto: Pixabay)

Vira-latas podem se alimentar de qualquer coisa? Mito. "A alimentação dos animais deve ser balanceada sempre, independentemente de ter ou não uma raça. A melhor forma de descobrir qual a alimentação é a mais adequada para o um pet, sem dúvida, é por meio de uma conversa com o médico veterinário. Ele levará em conta todos os aspectos nutricionais necessários para prevenir e manter o animal mais saudável e feliz. Ou seja, alguns tutores estão comprando comida de empresas especializadas em alimentação natural para pets, ou estão cozinhando em casa as refeições. Também é uma boa opção, mas, antes de mudar a maneira como alimentar um cão é importante conversar com o médico veterinário. O contato com o especialista é imprescindível para não colocar a saúde do animal em risco", alerta a veterinária.

Quando adotei Brigitte, ela estava cheia de pulgas e carrapatos, não tinha a doença do carrapato, mas estava com anemia. O veterinário passou uma ração especial com muita proteína, rapidamente ela se recuperou. Atualmente eu uso uma ração light com bastante proteína, é mais cara, mas percebo que eles ficam mais alimentados e não ficam doentes. Consulte sempre o veterinário.

Cada vira-lata tem uma personalidade diferente? Verdade. "Como dissemos, cada cãozinho é único. Caso a pessoa adote um pet cuja raça é reconhecida como agressiva, isso não significa necessariamente que este cão terá essa característica. Na verdade, a forma como o animal é criado faz toda a diferença. O adestramento desse bichinho também fará toda a diferença. Então, pode-se dizer que cada cachorro terá a sua personalidade. Uns podem ser mais ciumentos e carentes, outros, podem ser mais sossegados e independentes. O importante na verdade é amar incondicionalmente o animal do jeito que ele é", pontua a Dra Lívia.

Aqui em casa todos são diferentes, Brigitte é a dona da casa, Amora é a mais agitada e Frederico é o mais carente. Cada um chega com uma história, mas com amor, todos vão se adaptando com a rotina da família. E temos que levar em conta, a história de cada um, Frederico e Amora sofreram com o abandono e a rotina cruel nas ruas.

Cães vira-latas não possuem padrões? Verdade. "Os animais SRD têm em sua genética várias características, sejam elas comportamentais ou físicas. Por isso é tão comum encontrarmos vira-latas de portes diferentes – pequeno, médio e grande -, de cores e temperamentos diversos", alerta a Dra Lívia.

Macaque in the trees
Adotar é um ato de amor, mas é preciso responsabilidade para manter a saúde do seu pet em dia (Foto: Álbum de família)

Os vira-latas vivem mais? Mito. "Não existem dados estatísticos que comprovem que o cão SRD viva mais do que o que animal que possui alguma raça. Essa ideia de que eles podem viver por mais tempo se dá por causa da seleção natural dos animais que sobrevivem nas ruas. Ou seja, os mais fortes, que conseguem viver por mais tempo nas ruas, acabam passando essa característica para os seus filhotes e assim esse traço se perpetua. Portanto, diante de todos esses fatos, uma coisa podemos afirmar rapidamente: os cuidados com o seu cão, como levá-lo sempre a uma ao veterinário, dar a alimentação adequada, amor e carinho é que vão determinar seu tempo e qualidade de vida", reforça Livia.

Adotar um cão – seja ele vira-lata ou não – é uma grande atitude de amor. Mas lembrando de que isso não é o suficiente. É preciso saber se é a hora certa e também ser responsável em relação à saúde do bichinho, cuidar da sua alimentação, higiene e até de sua diversão. Portanto, quando o assunto é doenças, características físicas ou de temperamento, os vira-latas merecem toda a atenção assim como um cão de raça. Adote, com amor e responsabilidade! Se você não tiver condições para adotar, ajude uma protetora ou um animal de rua, isso vai fazer uma diferença enorme na vida desses nossos anjos! Lambeijos e até a próxima coluna.

O QUE ROLA POR AÍ

ONG Bem Estar Animal promove campanha de adoção no Shopping Jardim Guadalupe

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

Neste sábado (07), das 12h às 18h, o Shopping Jardim Guadalupe, em parceria com o projeto Bem Estar Animal,  promove mais uma edição da Campanha de Adoção de Animais “Me dê um Lar”, ao lado da loja Bicho Legal. Os clientes poderão adotar cães e gatos castrados. Para adotar é necessário ser maior de 18 anos e levar original e cópia da identidade, do CPF, um comprovante de residência e passar por uma entrevista. A entrada é gratuita.

Quem não puder adotar, poderá doar produtos de limpeza e higiene, casinhas, caminhas, toalhas, lençóis, cobertores, potinhos de alimentos e até ração e medicamentos. Todos os donativos serão distribuídos em abrigos e para protetores independentes de animais pelo projeto Bem Estar Animal. O objetivo do projeto é apoiar a causa da proteção animal, realizando ações e campanhas de cunho educativo e de ordem prática, que ajudem a diminuir o sofrimento e o descaso com os animais, tanto no contexto urbano como no ambiente silvestre.

Serviço: Shopping Jardim Guadalupe promove Feira de Adoção de Animais “Me dê um Lar”. Endereço: Av. Brasil, 22.155 - Guadalupe, RJ. Data: sábado, 07 de março. Horário: 12h às 18h. Local: ao lado da loja Bicho Legal. Entrada Gratuita. Telefone: (21) 3512-9100.

--------------------------------------

Anfarmarg ganha nova vice-presidente

Danielle Barcelos (Tudodvet) assume a vice-presidência da regional Rio de Janeiro da Anfarmag (Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais), que reúne mais de cinco mil associados em todo o Brasil.

--------------------------------------

Caxias Shopping terá feira produtos orgânicos em março

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

Quem gosta de praticar uma alimentação saudável, com consumo de produtos frescos que são cultivados sem uso de agrotóxicos, não pode perder a Feira Caxias Shopping que será realizada nos dias 01 e 15/03. A feira conta com a participação de produtores que fazem parte dos programas de agricultura familiar de Duque de Caxias e trabalham com um cultivo natural, sem uso de pesticidas e que seguem a safra dos alimentos, para que estejam mais tenros e saborosos.

Nas barraquinhas, os clientes vão encontrar frutas, verduras, legumes, chocolate e muito mais. Destaque para as plantas não convencionais, que passaram a ser mais conhecidas do grande púbico em virtude de programas de culinária na TV que abordam a alimentação natural. O evento acontece das 12h às 18h, no corredor da entrada principal.

Serviço: Feira Caxias Shopping / Endereço: Rodovia Washington Luiz, 2.895 - Duque de Caxias - RJ / Data: dias 1 e 15 de março / Horário:das 12h às 18h / Telefone: (21) 2430-5110 ou WhatsApp (21) 99305-3611.

--------------------------------------

Promoção “Focinho na Tela” da Mars Petcare sorteará um celular* por dia**

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

A partir desta segunda (02), a cada três sachês comprados das marcas da Mars Petcare, o consumidor pode concorrer a um celular* por dia** e ainda ao grande prêmio final de 100 mil reais***. Para participar é simples, a cada 3 sachês adquiridos, seja em petshops ou em supermercados, consumidores de todo Brasil podem cadastrar o cupom fiscal através do whatsApp®, enviando uma mensagem para o número (11) 95330-1498 ou acessando o site promocaofocinhonatela.com.br. Será sorteado um Samsung Galaxy A80* por dia** e ainda, ao final da promoção, R$100.000,00***.

Consumidores podem participar até o dia 30 de abril, valendo em todo o território nacional para as marcas: Pedigree, Whiskas, Optimum, Kitekat, Cesar e Sheba.

--------------------------------------

Consumo de leites e derivados de origem animal aumenta o risco de fraturas, doenças e câncer

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

O consumo de leite e derivados lácteos bovinos representa elevado risco para a saúde humana, principalmente no que diz respeito ao seu uso como fonte de cálcio. De acordo com o estudo “Milk and Health” (Leite e Saúde, na tradução livre), publicado pelo ‘New England Journal of Medicine’, aumentar o consumo de leite resulta diretamente no aumento do risco de fratura, câncer, doenças cardiovasculares, diabetes e mortalidade em geral.

Publicado no dia 12 de fevereiro de 2020, o material revela que o benefício atribuído ao leite está mais relacionado à qualidade da dieta e menos ao consumo dos produtos lácteos. Em regiões onde a qualidade da dieta e o aporte de calorias estão comprometidos, a alta densidade energética do leite pode ser particularmente favorável, mas apenas no curto prazo.

A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) destaca a recomendação do estudo para que a necessidade diária de cálcio seja suprida por meio de fontes de cálcio de origem vegetal como os vegetais crucíferos (brócolis, couve-flor e couve), tofu, castanhas, feijões e leites vegetais fortificados com cálcio.

“Os efeitos nocivos do consumo habitual de lácteos estão amplamente demonstrados. Portanto, não recomendamos o leite e os seus derivados como fonte de cálcio. Vale ainda um alerta para a urgente necessidade de redução do consumo, em benefício da saúde humana em diversos aspectos”, esclarece a médica Camila Secches, endocrinologista membro da SVB. Referência bibliográfica: Willet WC, Ludwig DS, Milk and Health. N Engl J Med 2020;382:644-54

--------------------------------------

Dieta a base de vegetais ganha força entre atletas de elite

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

Os benefícios das dietas vegana e vegetariana estão em evidência entre os atletas de elite. Ao menos uma dezena de nomes já conhecidos no esporte mundial se declararam adeptos do cardápio à base de vegetais e/ou vegano. De maneira geral, a grande variedade de informações, documentários e estudos sobre o assunto ajudaram a popularizar a dieta, uma vez que oferece resultado de maneira rápida e cientificamente comprovada.

Na última semana, foi a vez do atleta brasileiro de Artes Marciais Mistas (MMA), Wanderlei Silva, anunciar que está em fase de transição para uma dieta 100% vegetal. Em entrevista concedida ao Yahoo Esportes, o brasileiro disse ter se inspirado no documentário ‘The Game Changers’ (traduzido para o português como Dieta de Gladiadores) e também em pesquisas realizadas no site da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) para tomar a decisão.

“Um tempo atrás, o meu filho mostrou um documentário ‘The Game Changer’, que fala sobre veganismo. O documentário releva as grandes mentiras da alimentação carnívora que a sociedade impõe. No entanto, pesquisei um pouco por conta própria. Eu conversei com uma médica (a minha esposa), eu li artigos e vi a página da ‘Sociedade Vegetariana’, que mostra os benefícios do estilo de vida vegano. Então com todas as pesquisas que realizei, resolvi me tornar vegano e adotar o estilo de vida na minha rotina”, disse Wanderlei, em entrevista ao site.

O documentário conta com a presença de grandes nomes, a começar pelo diretor de conteúdo James Cameron, cujo currículo conta com filmes como ‘O Exterminador do Futuro’, Avatar, Titanic, entre outros. A história é construída a partir de uma lesão sofrida por James Wilks, um atleta de Artes Marciais Mistas (MMA), e a sua jornada de recuperação. Os benefícios da dieta vegana e vegetariana são mostrados na prática e embasados com estudos científicos, depoimentos de médicos, atletas e especialistas em nutrição.

Outras personalidades também reforçaram os benefícios da alimentação vegana e vegetariana durante o filme. Os atores Jackie Chan e Pâmela Anderson, o pintor e escultor italiano, Joseph Pace, o atleta de força Patrick Baboumian, participante do Arnold Strongman Classic e o piloto de F1, Lewis Hamiltonm, são alguns dos participantes famosos. A participação especial do ex-fisiculturista, ex-governador da Califórnia e ator, Arnold Schwarzenegger, mostrou como a mudança na sua dieta foi fundamental para encontrar mais saúde e energia.

Atualmente, o eterno ‘Exterminador do Futuro’ promove no mundo a sua marca ‘Arnold Classic Worldwide’. O evento conta com uma série de atividades esportivas tradicionais, realizadas em diversos países do mundo, como o ‘The Strongman’ e campeonatos de fisiculturismo.

A próxima edição da Arnold Sports Festival no Brasil está programada para acontecer entre os dias 24 e 26 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). A novidade para este ano é que representantes da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) devem participar do Arnold Conference. Alessandra Luglio, coordenadora de saúde e nutrição da SVB, e o Dr. Eric Slywitch, médico nutrólogo especializado em alimentação vegana, estão confirmados para o painel ‘Plant Based Athletes’.