Jornal do Brasil

JBicho & Cia

JBicho & Cia

Daniela Calcia

#Vemcer promove mais uma edição da SociPet, projeto de adoção de cães e gatos na Baixada Fluminense

Quem não puder adotar, pode ajudar com doação de ração para cães e gatos

Jornal do Brasil DANIELA CALCIA, daniela.calcia@jb.com.br

A adoção de animais ganha cada vez mais espaço - afinal poucos prazeres se comparam ao de dar um lar para um pet sem dono. Quem estiver à procura de um amigo/filho de quatro patas terá uma grande oportunidade no próximo dia 26, quando o Projeto #Vemcer e o Shopping Grande Rio, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, realizam mais uma edição da SociPet, campanha de adoção de animais.

Macaque in the trees
Diversos pets estarão para adoção responsável na Baixada (Foto: Divulgação)

O evento, acontece entre 14h e 18h, no hall principal na entrada do shopping e contará também com diversos serviços, atrações e sorteio de brindes para os adotantes e a é entrada franca.

"Esta é a terceira edição do SociPet. As anteriores foram um grande sucesso e o evento vem crescendo cada vez mais. Além das adoções, atraímos atenção para causa dos animais. Me sinto extremamente feliz por poder proporcionar que animais resgatados tenham um lar responsável e com muito amor", diz Tatiana Figueiredo, presidente do Projeto #Vemcer.

Macaque in the trees
Tatiana Figueiredo, presidente do #Vemcer, vai recolher doações de ração para cães e gatos no evento (Foto: Divulgação)

A SociPet conta com a parceria de instituições que trabalham com resgate de animais vítimas de abandono ou maus-tratos. Entre as atrações, os visitantes poderão conhecer exposição de cães da raça American Bully, que tem como um dos objetivos desmistificar a raça junto ao público, mostrando como podem ser dóceis e adestráveis.

Para adotar um pet basta ser maior de 18 anos, apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e passar por uma entrevista. Quem não puder adotar, pode ajudar com doação de ração para cães e gatos, vermífugos, remédios e antipulgas.

O evento contará com a participação e parceria de empresas como RioPae (que fará uma apresentação de seu plano funeral para cães e gatos), Big Heads, Pet Food Solucion, Tudodvet e dos projetos Ateliê Pet Gica, Gapa, Amor Ki Mia e Bichinho Feliz.

O Shopping Grande Rio inaugurou a primeira Praça de Alimentação Pet Friendly do Rio neste ano. O empreendimento foi o primeiro da Baixada a permitir o acesso de cães de pequeno e médio porte em seu interior. A nova e inédita praça permite que cães deem uma paradinha para beber água ou fazer um lanchinho, e, claro, brincar, enquanto seus donos se alimentam ao lado deles. O local abriga mesas e cadeiras, para que a família do pet possa comer adequadamente, e conta com uma decoração superespecial e convidativa. Adotem e curtam o passeio com seus pets!

O Shopping fica na Rua Maria Soares Sendas, 111, São João de Meriti, RJ. Telefone: (21) 2430-5111 ou (21) 99304-3788.

O QUE ROLA POR AÍ

Gatinha desaparecida em Pilares, alguém viu a Laranjinha?*

Macaque in the trees
(Foto: Reprodução do Facebook)

A gatinha Laranjinha fugiu da casa da protetora Alessandra Lisboa na madrugada desta quarta.Ela fugiu na rua Álvaro Miranda, correu para a rua Dona Joaquina e depois para a rua Albano Fragoso. Caso alguém a encontre, favor ligar urgente para o número 21 99840-4952. Ela é dócil e ama carinho. Por favor divulguem para encontrarmos essa fofura, que está há dois anos com a nossa amiga Alê. Obrigada a todos! *Laranjinha foi encontrada no sábado, dia 19/10. Obrigada a todos!

 

 

-------------------

Busucão promove campanha de adoção e vacinação em Caxias neste sábado

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

Neste sábado (19), o projeto Apaixonados por Quatro Patas estaciona seu 'Busucão' no Caxias Shopping e promove campanha de adoção e vacinação de pets, das 10h às 16h. Para adotar é necessário ser maior de 18 anos, levar original e cópia do RG e CPF, comprovante de residência e passar por entrevista.

Quem quiser levar seu pet para vacinar deve retirar uma senha no local, a ação será feita por ordem de chegada. São oferecidas vacinas V11 para cães e antirrábica para cães e gatos. Os organizadores solicitam uma colaboração de R$ 10 para cada tipo de vacina para que o projeto possa ampliar sua atuação. O shopping fica na Rodovia Washington Luiz, 2895, Duque de Caxias, RJ. Telefone: (21) 2430-5110 ou WhatsApp: (21) 9-9305-3611.

-------------------

Animal silvestre não é pet

Macaque in the trees
Instalação 'Encaixotados' leva os participantes da Virada Sustentável Rio por uma jornada pelo sofrimento de animais silvestres traficados (Foto: Divulgação)

O sofrimento de milhares de animais silvestres que são traficados e comercializados como bichos de estimação é o tema da instalação sensorial promovida pela Proteção Animal Mundial, organização não-governamental com foco no bem-estar animal, durante a Virada Sustentável Rio de Janeiro 2019. Intitulada “Encaixotados: você consegue sobreviver?”, a experiência foca na crueldade enfrentada pelos animais desde a captura na natureza, até o cativeiro em residências. Parte da campanha “Animal silvestre não é pet” e realizada com o apoio do grupo Escoteiros do Brasil, a atividade tem visitação gratuita no sábado (19 de outubro) e no domingo (20), entre 10h e 18h, na Praça do Arpoador, Ipanema.

Inspirada em uma caixa de papelão – uma das principais maneiras de transportar animais silvestres traficados, a instalação mistura elementos sensoriais com dados e informações de pesquisas e reportagens, para sensibilizar os participantes sobre o impacto do tráfico e do comércio ilegal para a vida silvestre. “Nossa intenção é mostrar o quanto esses animais sofrem, seja por conta do tráfico, seja pelo cativeiro nos lares das pessoas. Há uma falsa crença que os animais silvestres são felizes quando são tratados como pets, porém, essas espécies não passaram pelo processo de domesticação como, por exemplo, cães e gatos”, explica Roberto Vieto, gerente de Vida Silvestre da Proteção Animal Mundial.

Ao entrar na caixa-instalação, os participantes irão descobrir, por exemplo, que as aves são os animais silvestres mais traficados no Brasil, principalmente passarinhos e aves canoras, seguido por psitacídeos, como araras, papagaios e periquitos. Segundo o relatório “Crueldade à Venda”, produzido pela Proteção Animal Mundial, mais de 37 milhões de aves são criadas em domicílios brasileiros. “Legalizado ou não, o comércio de animais silvestres como bichos de estimação é uma prática cruel. Mesmo com cuidado e carinho, é impossível satisfazer as necessidades de bem-estar desses animais e permitir a expressão de seus comportamentos naturais quando mantidos como pets”, afirma Vieto.

Com a atividade, a organização também espera desestimular o comércio de animais silvestres. “As pessoas possuem uma falsa expectativa ao comprar um animal silvestre como pet, o que compromete o seu bem-estar e gera sofrimento ao animal. Os esforços para proteger a fauna silvestre devem ser concentrados na preservação dos animais em seu habitat natural, os cuidados com a natureza e a promoção de uma cultura de respeito pelos animais silvestres”, afirma Vieto, citando que, segundo a pesquisa da Proteção Animal Mundial, 46% dos brasileiros compram animais silvestres de maneira impulsiva, influenciados por família e amigos (39%) e também pelas mídias sociais - conteúdos do Youtube, por exemplo, foram citados como fonte de influência por 23% dos compradores

Serviço: Encaixotados: Você consegue sobreviver? / Local: Praça do Arpoador - Ipanema, RJ / Data: Sábado, 19, e Domingo, 20 de outubro / Horário: Das 10h às 18h / Entrada gratuita.