Jornal do Brasil

JBicho & Cia

JBicho & Cia

Daniela Calcia

Seu cachorro destrói tudo em casa quando fica sozinho como o Chico? Confira dicas para evitar a ansiedade

Falta de atividade física, ambientes estressantes e o excesso da humanização são alguns sinais de que o seu cão pode se tornar ansioso

Jornal do Brasil

O vira-latinha Chico ganhou fama nas redes sociais e apareceu em horário nobre na TV. Motivo? Destruiu o colchão, controle remoto e tudo que viu pela frente para desespero de sua tutora Patricia Mendes Barros, em Bauru, São Paulo. Enquanto ela estava no cinema super tranquila com seu filho, o meliante Chico comandava a bagunça na casa. Chico estava na companhia de seu irmão canino Luke, mas mesmo assim, se rebelou com a ausência de sua "mamis" humana. Muitos cães sofrem de ansiedade, assim como nós. Aqui em casa, quando Brigitte reinava sozinha no lar, a cada dia era uma surpresa: travesseiros "explodiam", canetas eram estraçalhadas, chinelos picotados e uma vez encontrei Bri cheia de sangue. Mas para minha surpresa não era sangue, Bri resolveu "se maquiar" com meu batom vermelho! Separação, falta de atividade física, obesidade, solidão, ambientes estressantes e, até o próprio excesso da humanização podem afetar o psicológico dos pets, impulsionando-os a ter hábitos indesejáveis e autodestrutivos. O veterinário Marcello Machado explica as causas e soluções para o problema.

Macaque in the trees
Cãozinho Chico vira celebridade na internet após destruir o colchão de sua tutora (Foto: Reprodução da internet)

Segundo o veterinário Marcello Machado, os sinais de um cão ansioso variam de acordo com cada pet. “Eles podem se tornar desde deprimidos a agitados e agressivos. Também não é incomum a coprofagia, o hábito de comer fezes. Existem casos de distúrbios autodestrutivos, que se instalam como automutilação e até patologias dermatológicas e intestinais podem aparecer”, explica. Ainda de acordo com o médico, na maioria dos casos, tanto a solução quanto o problema encontram-se nas mãos do próprio tutor. Para isso, algumas mudanças de conduta são fundamentais. “Mudar a forma como o pet é tratado dentro de casa, adequação do ambiente, aumentar as atividades e entretenimento, auxiliam muito na redução do problema”, diz.

Macaque in the trees
Travesseiro que ficava no quarto "explodiu" sozinho na sala (Foto: Arquivo pessoal)

Se o problema não for resolvido com mudanças na rotina do cão, Machado aconselha recorrer a um especialista, que poderá avaliar o quadro mais a fundo e indicar o melhor tratamento. “Até mesmo a acupuntura vem sendo empregue como alternativa terapêutica em diversos casos". Aqui em casa, para amenizar a solidão da Bri, enquanto eu trabalhava, adotei Amora na Suipa. Bri parou de chorar, mas ainda fazia bagunça. Até hoje, mesmo não sendo filhotinha, ainda faz algumas picardias, mas são bem menos frequentes. Quem será que comeu o controle remoto da TV no mês passado? Será que foi a mademoiselle Brigitte Bardot? Calúnia! Lambeijos e até a próxima quarta!

Atualização: A coluna lamenta a morte da ursa Rowena, que ficou conhecida como ‘mais triste do mundo’ e foi transferida do Parque Zoobotânico em Teresina, no Piauí, para o Santuário dos Gnomos em São Paulo. A coluna espera que todos os zoológicos e parques do planeta se transformem em santuários, para que os animais vivam livres do confinamento e tenham qualidade de vida e o respeito que merecem! #RIPursaRowenna

O QUE ROLA POR AÍ

ArraiAU do CAARP e campanha de adoção de pets na Zona Norte do Rio

Os bichinhos do Caarp (Centro de apoio aos animais de rua e particulares), abrigo comandado pela protetora Tania, vão ganhar uma super festa neste sábado (27), das 10h às 14h, na Penha, Zona Norte do Rio. O evento comemora o aniversário de 10 anos da Jabulani, cadelinha que espera adoção no abrigo há 9 anos! O Caarp aceita doação de ração e remédios para cães e gatos, jornais, antipulgas, vermífugos e produtos de limpeza. A festança vai ter comidas típicas, campanha de adoção, bazar solidário, brincadeiras e sorteios. O evento é petfriendly e a festa acontece na Rua Patagonia, 81, na Penha, Zona Norte do Rio. Participem!

------

2° Pet Day promove campanha de adoção de pets e doação de ração

Macaque in the trees
(Foto: Reprodução do Facebook)

No dia 4 de agosto (domingo), das 11h às 16h, vai rolar o 2º Pet Day, em Petrópolis, Região Serrana do Rio. O evento terá muitas atrações como brinquedos infláveis para crianças e pets, cliques da fotógrafa Agatha Rezende, personagens da Patrulha Canina, campanhas de adoção de cães e gatos (das ONGs Dog's Heaven e Somos Todos Protetores) e arrecadação de ração e medicamentos para animais resgatados. Para adotar é preciso ser maior de idade, apresentar comprovante de residência, RG e assinar um termo de compromisso de posse responsável.

O público também confere a "Auficina" de petiscos com a Nutróloga Jéssica Gamberoni e um "Aulão Adestramento Canino" Rogério Nogueira. E tem mais! Show com a banda Menphis Belle, sorteios e brindes! Entrada franca mediante a doção de um quilo de ração para cão ou gato. O 2° Pet Day acontece no Clube Petropolitano que fica na Rua Roberto Silveira, 82, Centro, Petrópolis, RJ.

------

Unisuam sedia curso para formar especialista em farmácia de manipulação veterinária

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação )

O mercado das farmácias de manipulação especializadas no mercado veterinário está em crescimento. Nos próximos dias 17 e 24 de agosto (dois sábados) a Unisuam sedia o curso de Manipulação Veterinária, ministrado pelas sócias do Grupo Tudodvet, Daniele Barcellos e Caroline Ramalho. Inscrições pelo link https://www.praquemfaz.com.br. A ideia é capacitar profissionais para atuar no desenvolvimento de fórmulas, avaliação da prescrição e outros pontos. Isso além de conhecer as Legislações pertinentes ao segmento, enquanto aprende.

Serviço: Manipulação Veterinária. Carga horária: 8h. Local: Unisuam Bonsucesso - Avenida Paris, 84, RJ Tel: 21 3882-9797. Datas: 17/08 e 24/08, das 9h às 13h. Temas: Farmacotécnica veterinária, Desenvolvimento de fórmulas de uso oral e tópico, Avaliação da prescrição, Incompatibilidades farmacêuticas, Intoxicações e Legislação.

------

Petz e Skol lançam a Skol Dogz com renda em prol dos animais

Macaque in the trees
Cerveja pet (Foto: Divulgação)

Petz e Skol se juntam para lançar uma cerveja para cachorros: uma Skol para o dono e uma Dogz para seu melhor amigo. Quem nunca quis tomar uma cerveja com o seu melhor amigo? O produto será vendido em packs com edição limitada contendo uma Skol Puro Malte e outra Skol Dogz, uma cerveja criada pela Dog Beer. A renda será revertida para o Instituto Pet Van, da estudante de medicina veterinária e influenciadora Vanessa Mesquita, incentivadora da adoção de animais.

A Dogz foi desenvolvida exclusivamente para os cãezinhos. Diferente da cerveja normal, a novidade não é fermentada e não causa incômodos gástricos no pet, se oferecida na dose certa. Ela é feita à base de água, malte e carne, sem álcool. A bebida também é rica em vitamina B, sem gás carbônico e ajuda no funcionamento dos rins.