A forma da água

O sempre alerta deputado Carlos Minc debruçou-se sobre a Lei Estadual 7192, de janeiro de 2016, que dispõe sobre a política de segurança de barragens e verificou que pelo menos cinco artigos não estão sendo cumpridos. Minc enviou ofícios ao Inea e ao MP do Rio cobrando os pontos descumpridos, todos essenciais à segurança e prevenção. Minc fez também uma reunião com o presidente do Crea, Luiz Cosenza, para acionar um plano conjunto de vistorias em parceria com a Assembleia. A dupla pretende agregar ainda representantes do Ministério do Meio Ambiente e da Agência Nacional de Águas na questão. "A questão não é só de Minas. A revelação de que até hoje as vítimas de dois tsunamis da Cataguazes (em 2007 e 2011) em seis municípios do noroeste fluminense não foram indenizados é surpreendente", diz o deputado. Nos próximos dias, Minc e Cosenza farão vistorias em nove barragens que consideram de maior risco potencial. "Mas o perigo vem também de 24 barragens em Minas, nas bacias dos rios Pomba e Muriaé, que também não apresentaram os laudos de segurança que solicitamos", afirma o parlamentar.

Líder da minoria

Não é dos mais amigáveis o clima entre as lideranças da bancada da esquerda em Brasília. Tudo porque, anteontem à noite, o PSB decidiu indicar Alessandro Molon como líder da Minoria, com o apoio do PT. O PC do B estrilou. “Quem tem essa prerrogativa é o bloco que fez mais deputados na Mesa Diretora”, diz Luciana Santos, presidente do PC do B. “Nosso bloco teve 105 votos e o deles 97”.

Esquema ágil 

O Diário Oficial do Município de ontem publicou mais um contrato da Prefeitura com a Agile Serviços para limpeza das escolas públicas por 180 dias. O valor é de R$ 1,5 milhão e novamente foi dispensada a licitação. Só nos últimos dois dias, a Agile _ antiga Marsan, empresa pega em um dos desdobramentos da Lava Jato _ abiscoitou R$ 21,5 milhões em contratos sem licitação. No mínimo as escolas vão ter de ficar um brinco.

Salvem a floresta

Moradores da Tijuca denunciaram às entidades ambientalistas do Rio a União Feminista Missionária do Brasil. De acordo com a acusação, funcionários da entidade estariam desmatando trechos da Floresta da Tijuca, no alto Uruguai, usando motosserras no fim de semana para não chamar atenção. A denúncia foi acompanhada por fotos da ação.

Linha dura

Vai ter fiscal brincando muito o carnaval deste ano. A subsecretaria de eventos baixou portaria determinado que todos os camarotes da Sapucaí que promoverão eventos com cobrança de ingresso deverão apresentar os pedidos de licenciamento e alvará. A medida é ampla e abrange até baile infantil de clube. Taí uma moda que merece pegar.

Boa notícia

Nem tudo que vem do Piranhão são más notícias. O Bispo Crivella encampou ideia do vereador Luis Carlos Ramos filho e determinou o uso da plataforma Taxi Rio para servidores em serviço e membros do conselho municipal de saúde, acabando com aluguéis de carros e motoristas. “É uma forma da prefeitura economizar, prestigiar a sua própria plataforma e ajudar os taxistas, que andam tão sacrificados”, diz o edil.

Estilo Kefera

Raposas felpudas de Brasília apelidaram os tuítes de Carlos Bolsonaro de “carlosinterrupting”. É que o 03 tem ocupado tanto espaço criando polêmicas que não deixa nem a oposição aparecer.