Lesbofobia no Rio

Primeiro parlamentar assumidamente gay da Câmara do Rio, David Miranda conta que está impressionado com o aumento das denúncias relativas à LGBTfobia recebidas em seu gabinete. Uma delas trata de atos de lesbofobia cometidos recentemente por funcionários de uma agência de viagens de formatura (Amaze Agência de Viagens) contra a colega de trabalho Karina Medina Garrot. Ela foi vítima de várias agressões, verbalizadas diante de outros funcionários e por grupo de whatsapp. Os ataques eram do tipo: “Você é sapatão porque ainda não me experimentou”, “Ainda não te pegaram de jeito”, “Se eu tivesse te comido, você estaria do lado certo” . O caso está agora aos cuidados do escritório Mello e Dias Advogados, que entrou com ação trabalhista por dano moral, misoginia, assédio moral e assédio sexual.

----

Bom Natal

O TJ do Rio está terminando de pagar os precatórios de 2017, o que significa a entrada no mercado de R$ 250 milhões até o fim do ano, obedecendo às prioridades das pessoas com mais de 60 anos, portadoras de doenças graves e com deficiência física. Em janeiro, começará a pagar os precatórios alimentares, correspondendo a outros R$ 250 milhões. O orçamento total das ordens de pagamento referente a 2017 soma R$ 1,5 bilhão.

Forfait

Terminou ontem em Brasília, o 14º Encontro Nacional de Editores, Colunistas, Repórteres e Blogueiros, cujo tema era “Saúde Pública”. O encerramento dos painéis seria feito por sua excelência o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, mas na hora agá sua excelência fez forfait. Avisou que foi chamado pelo presidente Temer e por isso não poderia comparecer.

Arrá!

À tarde, desfez-se o mistério: Occhi foi anunciado futuro Presidente da Terracap, a agência de Desenvolvimento do Distrito Federal.

Lá e cá

A Europa radicalizou. Enquanto o Rio ficou na proibição aos canudinhos de plástico, a União Europeia foi mais longe e proibiu também descartáveis como pratos, talheres, recipientes de alimentos de poliestireno expandido (esferovite) e copinhos. A decisão vai obrigar também os fabricantes a pagarem pela gestão dos resíduos e pela limpeza de artigos de plástico descartáveis, o que inclui... guimbas de cigarros!

Emenda Pipi Dog 1

A grande polêmica da votação do novo código de obras na Câmara Municipal foi a emenda do vereador Luiz Carlos Ramos filho (Podemos) determinando que todas as novas construções na cidade deveriam ter um local para que cachorros possam fazer suas necessidades. A emenda chegou a ter 13 votos a favor, levando o líder do governo ao entrar em desespero. “Não! Essa não, o Pipi Dog não pode passar”, esgoelava-se o sempre polido vereador Jairinho.

Emenda Pipi Dog 2

A base acordou e 19 vereadores votaram “não” ao espaço reservado aos animais nos novos condomínios. “O novo código de obras deu as costas para os animais. Essa Casa de Leis não se sensibiliza com a causa animal e ainda não entendeu a importância dos animais para a nossa sociedade”, lamentou Ramos filho.

Trago verdades

É nessas horas que vale a pena lembrar uma frase recorrente da ex-juíza Denise Frossard. “No Brasil parece que esqueceram que aconteceu um negócio na História chamado Revolução Francesa”.

 

----

LANCE LIVRE

A ultima edição da festa Jazz Ahead, no Exc.Rio, novo espaço do Jockey Club, será sábado, com show de Alma Thomas e banda Bambina Philosophy. Claudio Castro promove até esta sexta, na Casa de Laranjeiras da Sérgio Castro Imóveis, a exposição A história do mercado imobiliário.