Publicidade

Iesa Rodrigues

Tem feira na Lagoa

Babilônia Feira Hype comemora 24 anos de trabalho neste fim de semana

Cumprimento dos protocolos de segurança, obrigação no uso de máscaras e principalmente pelo fato de ser ao ar livre: com estes argumentos a Babilônia Feira Hype comemora 24 anos de trabalho neste fim de semana, 21 e 22 de novembro, no Parque da Figueira, na beira da Lagoa. Na edição de outubro, deu tudo certo.

A curadoria do Inbracultmode (Instituto Brasileiro de Cultura, Moda e Design) oferece a oportunidade de negócios para empreendedores criativos tanto na área de moda, como na gastronomia e arte.

Bons de moda
Vale olhar os espaços de moda, um spoil: macacões por R$ 119 em algumas marcas (é a peça do momento). Robert Guimarães que, juntamente com Fernando Molinari organiza a feira, lembra do começo da história, no auge das tendas montadas no Jockey Clube:
"Termos como cowork, startup, buy local, que tornaram-se pilares da economia criativa, já eram aplicados na prática pela Babilônia Feira Hype antes mesmo dos termos existirem, já que a alcunha economia criativa só toma forma em 2000 na Inglaterra.”

Entre o pessoal da moda, destacam-se marcas já assíduas na BFH, como a TenhoQTer, Gávia, Beta Araújo, Organic Soul, LUM e Margoth Camera, as bijus, joias e acessórios de Theo Avila, Túnica Bijus, Rivi, Luciana Cordeiro e Tre Joalheria. Mais artigos e moda para crianças da Algo Mais, Antoninha, Mini Ideia e Os Caetanos. Como estreantes, Lumi Point, Colorido Carioca, Fauna Bahia, Fabriquetta Forfun, Tutto Pano. Durante o tour pelos corredores, vale ver se encontra as cuecas de seda

Para casa
Imperdíveis, os terrários que unem paisagismo e design. Há mais sugestões nos espaços da Arimathea Art, Amo Brisa, Cotton Home, Idea Fixa Decor e Macieira Artes e Jardins. Vale pesquisar se estão presentes os capachos, os mapas recortados e as dobraduras de papel, verdadeiras obras de arte.
Comida e bebida

A ação das comilanças foi ampliada e transformada em festival gastronômico popular e divertido. São 60 operadores que apresentam cardápios repletos de variedades em foodtrucks, food bikes, barracas gourmets e para harmonizar várias opções de cervejas artesanais e drinks. Entre os expositores, o churrasquinho da Gata Food, as novidades do Bebericando, os sanduiches do O Bom Galeto, os sorvetes da Bora Bora, os hambúrgueres artesanais do Vulcano e 40º Burguer, os risotos do Açafrão, os hot dogs da Dogaria NY, os crepes da Le Frenchie, os salgados saudáveis da Lulliz Confeito as cervejas artesanais da Bario, Nossa Artesanal, Mohave e Old School, o café da La Furgonetta, os chás artesanais da Gan Tea, que ocupam alguns minutos na escolha entre os vários tipos e sabores. Para quem curte doce, a direção pode ser os preparados pelo Matheus Santana, (vencedor do programa Que seja Doce, do Felipe Bronze), pela Carolina Guzzo, ou as Delicias Portuguesas, Doce Momento.

Hora infantil
Enquanto pais e mães, tias e madrinhas, enfim, os adultos, fazem compras, as crianças têm à disposição brinquedos infláveis, performance do mágico Janjão e a oficina de slime e pintura. Difícil será convencer os pequenos a não levarem para casa um dos bichinhos que estão para adoção, em parceria com a Associação Quatro Patinhas.

Há quem prefira as compras online, por segurança. Mas segundo Robert, “ nestes tempos de internet, onde as pessoas estão cada vez mais distantes, na BFH o que vale é indispensável e o bom olho no olho”, destacou Robert Guimarães.

Para enfatizar a celebração dos 24 anos, às 17h de sábado, haverá um festivo bolo Hype para todos. E a entrada na Feira, com horário das 14 às 22h, é gratuita.

Macaque in the trees
Exemplo de estilo da BFH, o vestido estampado da Gavia – o nome vem de gaivota, e não de Gávea (Foto: Divulgação)

Macaque in the trees
Minibolo da Carolina Guzzo (Foto: Divulgação)

Macaque in the trees
Jeito colorido muito carioca, da marca Tenhoqter (Foto: Divulgação)

Macaque in the trees
Tecidos naturais são o forte da Tutto Pano (Foto: Divulgação)

Macaque in the trees
Hamburguer apimentado da Vulcano (Foto: Divulgação)



Jeito colorido muito carioca, da marca Tenhoqter
Exemplo de estilo da BFH, o vestido estampado da Gavia – o nome vem de gaivota, e não de Gávea
Minibolo da Carolina Guzzo
Tecidos naturais são o forte da Tutto Pano
Hamburguer apimentado da Vulcano