O filho do Pagodinho

Macaque in the trees
Eis os registros do pré-lançamento do 2º Projeto Samba Social Clube-Nova Geração, no Bar do Zeca Pagodinho, na Barra. O dono do projeto é o filho de Pagodinho, Eduardo Chaves. Confiram aqui: Foto 1 - Carlinho de Jesus; 2 - Mingo Silva e Inácio Rios; 3 - o rubro-negro Arlindinho; 4 - Eduardo Chaves e Renato Milagre; 5 - Marcele Motta; 6 - Nego Alvaro e Ferrugem. O lançamento do Projeto no digital só após o carnaval. (Foto: Murilo Tinoco)

 

PIEDADE!

Piedade, Senhor, piedade! Desde o fechamento, há três anos, do campus da Gama Filho no bairro, a Piedade está de dar pena. Ruas desertas, comércio fechado, famílias sem renda, desvalorização dos imóveis, crescimento da violência e omissão total do poder público. O campus enorme da universidade - a primeira do subúrbio - foi um sonho do ministro Gama Filho, fundada em 1939. As fotos que recebemos atestam que o bairro está completamente morto, são de fazer chorar. O mesmo vai se repetir, agora, no Jacaré, com o fechamento do campus do Senai-Cetiqt, que deixa o bairro para se transferir para a Barra, devido à violência no entorno. E o bucólico subúrbio do Rio de Janeiro, o Rio histórico e singelo, aquele que os sambas cantam, vai, pouco a pouco, fechando as portas de seus prédios e metendo a tranca. O último a sair...

BAIRRO FOFO

A Piedade tem uma história pitoresca, que vale ser contada. Originalmente, o bairro era chamado de Gambá, devido à parada do trem, intitulada Estação Gambá. Até que uma moradora inconformada resolveu escrever para o diretor da Estrada de Ferro Central do Brasil: "Piedade, doutor, troque o nome de nossa estaçãozinha". Ele atendeu ao pedido: "Minha senhora, será feito. E o nome do bairro será Piedade". Fofo, não?

VIOLÊNCIA EM NITERÓI

Vocês sabem como eu curto Niterói, e volta e meia falamos aqui a respeito. São devastadoras para os niteroienses os números da violência neste último janeiro, no Rio de Janeiro, divulgados pelo Instituto de Segurança Pública. Enquanto o indicador de homicídio doloso apresentou redução de 18% no estado, Niterói registrou o aumento de 42%. E não é só isso: o município teve o mês de janeiro com o maior número de mortes por intervenção de policiais registradas desde 2003, um aumento na casa de inacreditáveis 233%.

COMO SE NÃO BASTASSE....

Os casos de estupro em Niterói aumentaram 70%, com 10 ocorrências em janeiro de 2018 e 17 no mês passado

SAMBA HIGIÊNICO

Este ano o Terreirão e o Sambódromo (dentro e no entorno) disporão de quase mil profissionais de serviços qualificados pela Vigilância Sanitária. Desse total, 50 são do curso de beleza que acontece nos dias 25 e 28. A capacitação pela Vigilância tem o foco na saúde pública, visando os profissionais de bares, restaurantes, arquibancadas e camarotes do Sambódromo. São garçons, chefs de cozinha, ambulantes, manicures, cabeleireiras, maquiadoras, até massagistas, orientados nas boas práticas de higiene na manipulação de alimentos e nos procedimentos da beleza. É o samba bem limpinho.

XANDE VARONIL

Ah, o Xande nos enche de orgulho varonil, em sua primeira turnê pela Europa! Mais de oito mil pessoas já curtiram os sucessos do sambista, lotando espaços nas cidades de Genebra, Turim, Stuttgart e Amsterdam. Na sexta-feira, o cantor fez um show em Lisboa, na Time Out Marketing fervendo, fervendo. Ele também foi uma das principais atrações do Carnaval de Ovar, que começou dia 9 e vai 5 de março, recebendo mais de cinco mil pessoas.

Macaque in the trees
O Bloco da Preta saiu no Centro empolgando e aclamado por uma multidão. Preta, de saiote, pernocas de fora e mangas bufantes, arregimentou não só o povão como sua tribo podrosa. Entre outros, a divina Carolina Dieckman, vestida de flor com muito bom gosto. (Foto: Filipe Panfili)




Eis os registros do pré-lançamento do 2º Projeto Samba Social Clube-Nova Geração, no Bar do Zeca Pagodinho, na Barra. O dono do projeto é o filho de Pagodinho, Eduardo Chaves. Confiram aqui: Foto 1 - Carlinho de Jesus; 2 - Mingo Silva e Inácio Rios; 3 - o rubro-negro Arlindinho; 4 - Eduardo Chaves e Renato Milagre; 5 - Marcele Motta; 6 - Nego Alvaro e Ferrugem. O lançamento do Projeto no digital só após o carnaval.
O Bloco da Preta saiu no Centro empolgando e aclamado por uma multidão. Preta, de saiote, pernocas de fora e mangas bufantes, arregimentou não só o povão como sua tribo podrosa. Entre outros, a divina Carolina Dieckman, vestida de flor com muito bom gosto.