Mulheres falam de erotismo através da poesia

Reprodução
Credit...Reprodução

As editoras Oficina Raquel e Jandaíra estão lançando a coletânea erótica "69 poemas e alguns ensaios", organizada por Raquel Menezes com apoio do coletivo Mulheres que Escrevem. Com 49 poetas, a antologia é feita para atender a necessidade da mulher de falar sobre sexualidade, feminino e feminismo. Segundo as organizadoras, é uma oportunidade para que os leitores conheçam a visão feminina sobre sexo, liberdade de estar e ser com o próprio corpo. Uma das artistas presentes no livro é Maria Firmina dos Reis, primeira mulher negra a publicar um romance no país, “Úrsula”, em 1859.

Macaque in the trees
69 Poemas e Alguns Ensaios (Foto: Reprodução)
 

Ilustrado por Clara Zúñiga, “69 poemas e alguns ensaios” começa com quatro textos extraídos da zine “Mais pornô, por favor”, da poeta Adelaide Ivánova. Já o ensaio assinado pela pesquisadora Isadora Sinay discute “a marginalidade da mulher que goza”, a partir de estudo com obras eróticas de todos os tempos.

Além de Maria Firmina e Ivánova, estão no livro versos de Adelaide do Julinho, Ana Kiffer, Ana Rüsche, Ara Nogueira, Ayla Andrade, Bruna Escaleira, Bruna Kalil Othero, Carolina Luisa Costa, Cecília Floresta, Cristiane Sobral, Danieli Christovão Balbi, Érica Zíngano, Estela Rosa, Eveline Sin, Gabriela Farrabrás, Geruza Zelnys, Helena Zelic, Jorgeana Braga, Julia Raiz, Lila Maia, Lilian Sais, Lindevania Martins, Lizandra Magon de Almeida, Lúcia Santos, Maíra Ferreira, Maria Isabel Iorio, Maria Lúcia Dal Farra, Mariana Paim, Mariana Queiroz, Marília Floôr Kosby, Micheliny Verunschk, Mika Andrade, Natalia Borges Polesso, Natasha Felix, Nina Rizzi, Pâmela Filipini, Pilar Bu, Rita Isadora Pessoa, Roberta Ferraz, Sandra Regina, Sara Síntique, Simone Brantes, Sofia Mathias, Taís Bravo, Tatiana Pequeno, Thalita Coelho e Yasmin Nigri.

“69 poemas e alguns ensaios” tem 144 páginas (R$ 69) e pode ser encontrado nas livrarias e encomendado através dos sites da Oficina Raquel e da Jandaíra.