Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Huawei diz que novos poderes de governo italiano são discriminatórios

Jornal do Brasil

ROMA (Reuters) - O grupo chinês de equipamentos de telecomunicações Huawei criticou os poderes do governo italiano para intervir na formação de redes 5G, alegando ser vítima de discriminação.

Luigi De Vecchis, presidente da Huawei Italia, fez o comentário numa audiência parlamentar, após o governo agir com um decreto urgente na semana passada para fortalecer seu poder de intervir no setor privado.

Macaque in the trees
(Foto: REUTERS/Ints Kalnins)

Isso ocorreu devido a temores com o potencial envolvimento da Huawei e da fabricante chinesa de equipamentos ZTE no desenvolvimento de redes 5G, disse uma fonte do governo.

Os Estados Unidos fizeram lobby junto à Itália e outros aliados europeus para evitar equipamentos da Huawei e também para prestar muita atenção à ZTE, alegando que os fornecedores podem representar um risco à segurança. Ambas as empresas negaram veementemente esse risco.