Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Traje usado por Neil Armstrong na Apollo 11 volta a ser exibido em museu do Smithsonian

Jornal do Brasil

O traje espacial que o astronauta Neil Armstrong utilizou durante sua missão à Lua foi exposto ao público pela primeira vez em 13 anos nesta terça-feira, no museu aeroespacial do Smithsonian, exatamente 50 anos depois que a Apollo 11 foi lançada ao espaço.

O filho de Armstrong, Rick, apresentou o traje ao lado do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que recordou sobre como o país estava fortemente dividido no final dos anos 1960, mas se uniu em orgulho quando Armstrong se tornou o primeiro homem a caminhar na Lua.

Macaque in the trees
Traje espacial de Neil Armstrong é exibido no museu aeroespacial no Smithsonian, em Washington (Foto: Museu aeroespacial do Smithsonian/Jim Preston/Divulgação via REUTERS)

Armstrong morreu em 12 de agosto de 2012 em Cincinnati, Ohio.

"Além das contribuições à ciência e ao conhecimento humano, naquele breve momento o homem que vestiu este traje uniu nossa nação e o mundo", disse Pence.

"Apollo 11 é o único evento do século 20 que tem uma chance de ser amplamente recordado no século 30", afirmou o vice-presidente. "Daqui a mil anos, 20 de julho de 1969 provavelmente será uma data que viverá nas mentes e imaginações de homens e mulheres, aqui na Terra, pelo nosso Sistema Solar, e além."

O traje de Armstrong foi exibido por cerca de 30 anos no Smithsonian, antes de ser removido de exposição em 2006, pois os curadores se mostravam preocupados quanto à deterioração.

Nos últimos 13 anos, o traje foi objeto de extensos trabalhos de conservação, que incluíram entrevistas com os designers e criadores do traje especial e pesquisas a respeito dos materiais e produtos utilizados.

"A complexidade do traje garantiu que ele poderia sustentar a vida humana nos ambientes mais hostis: calor e frio extremos, radiação, micrometeoritos e as ameaças dos cortes por rochas afiadas --tudo teve de ser levado em consideração", disse Ellen Stofan, diretora do museu de Washington, no evento.