Influenciadora de games perde contrato e sofre ameaças por rebater comentário machista

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A influenciadora de games Gabriela Cattuzzo, 22, se envolveu em uma polêmica ao responder a um tuíte machista que a fez perder um de seus patrocinadores. Tudo começou por causa de uma simples imagem.

Cattuzzo publicou uma foto no Instagram brincando em um touro mecânico, e logo o assédio começou: "Senta em mim, sua gostosa", "Pode montar em mim à vontade", escreveram seguidores.

Em um impulso, ela respondeu e não deixou barato: "Sempre vai ter um macho filho da puta pra falar merda e sexualizar a mulher, até quando a mulher tá fazendo uma piada, né? É por isso que homem é lixo". 

Na sequência, um outro homem pediu para ela não generalizar, e alguns outros seguidores a denunciaram pelo comentário. A polêmica chegou à marca de acessórios Razer, que patrocina Cattuzzo, e ela acabou perdendo o contrato.

"Naquele dia, eu estourei porque eram todos comentários ofensivos. A maior parte era de homens comentando lixo, me sexualizando", disse a influenciadora em entrevista ao jornal O Globo.

Cattuzzo contou que é tão frequente ler comentários ofensivos que ela se segurou por um bom tempo até que perdesse a paciência.

"Fiquei muito nervosa e passei o dia pensando nisso. Depois, entrei no Instagram, e em uma [outra] foto minha tinham vários comentários dizendo 'tá gordinha, hein?', 'engordou, né?' e 'suas tetas cresceram'. Não pensei em nada, na repercussão negativa, nos contratos com as empresas. Se eu fosse estourar cada vez que acontece isso, seria a cada cinco minutos", revelou a influenciadora em entrevista ao Universa, do UOL.

A empresa Razer fez um um comunicado público para dizer que estava desligando o seu nome à imagem de Cattuzzo.

"Estamos desde o começo, como gamers, enfrentando todo tipo de preconceito e estereótipo, e continuaremos lutando para que este tipo de situação não se repita", escreveu a empresa nas redes sociais, afirmando que a influenciadora nunca foi embaixadora da marca e que só estava entre o time de influencers da empresa.

Em entrevista ao UOL, a influenciadora diz que perdeu esse contrato, mas, em contrapartida, empresas concorrentes já a procuraram com propostas. 

Mulheres e colegas influenciadoras apoiaram Cattuzzo. A gamer afirmou, ainda, nas entrevistas que concedeu que está recebendo ameaças. "Estão me mandando mensagens dizendo que vão me pegar na porrada, dizendo que sabem onde moro, que tal horário vou a tal lugar."