Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Incríveis auroras boreais: sinais de tempestade geomagnética que afeta Terra

Jornal do Brasil

Esse fenômeno impreciso causado por forte tempestade geomagnética foi observado por moradores dos estados norte-americanos de Nova York e Minnesota.

A tempestade geomagnética AR 2741, que começou a afetar a Terra na terça-feira (14), já é considerada a mais forte a cair no período do último ano e meio. Os sinais mais visíveis de seu impacto foram as auroras boreais, observadas a partir de várias partes dos EUA, relata a mídia local.

Imagens não editadas da noite passada das auroras boreais sobre município de Hancock, Minnesota, a umas 3h (à 1h de Brasília)

O índice geomagnético K, que quantifica as alterações no componente horizontal do campo magnético da Terra, atingiu altos níveis durante a madrugada da terça-feira, quando "partículas solares bombardearam a atmosfera da Terra".

Aurora boreal da noite passada

A tempestade solar empurrou a aurora oval visível do sul para o norte de Minnesota.

Além disso, internautas relataram ser possível observar o fenômeno no céu da Escócia, divulgando um "mapa" das auroras boreais.

Chance de ver aurora boreal hoje à noite — principalmente sobre o norte da Escócia

Ademais, a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) emitiu um alerta de tempestade geomagnética para os dias 15 e 16 de maio, o que poderia se converter em mais luzes na atmosfera terrestre durante a madrugada desta quarta-feira (15). Até agora, três ejeções de massa coronal (CME) foram registradas. As duas primeiras devem atingir nosso planeta em 16 e 17 de maio.