Reino Unido se preocupa com intrusão cibernética da China

O Reino Unido tem um forte relacionamento com a China, mas expressou preocupação sobre sua intrusão cibernética "significativa e generalizada", disse um porta-voz da premier, depois que os Estados Unidos alertaram Londres de que deveria repensar sua abordagem.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, alertou o Reino Unido que ele precisava mudar sua atitude em relação à China e à Huawei, classificando a segunda maior economia do mundo como uma ameaça ao Ocidente semelhante àquela que era representada pela União Soviética.

Macaque in the trees
Huawei (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)

"Temos uma forte relação com a China em muitas áreas, mas há várias áreas em que expressamos nossas preocupações sobre o comportamento da China e isso inclui intrusões cibernéticas significativas e generalizadas contra o Reino Unido e nossos aliados", disse um porta-voz de Theresa May a repórteres.

Antes de um anúncio sobre se a Huawei deveria ter um papel na construção da rede nacional 5G, ele disse que, se surgirem preocupações com a segurança nacional, os riscos serão avaliados pelo governo.

O porta-voz acrescentou que o governo estava certo de que "não apoiaria os fornecedores de alto risco nas partes da rede 5G do Reino Unido que executam funções críticas de segurança".