Telescópio Hubble revela que espaço se expande mais rápido do que era esperado

Foram realizadas novas medições enquanto se observava a galáxia Grande Nuvem de Magalhães. A NASA revelou que o Universo está se expandindo cerca de 9% mais rápido do que era esperado, de acordo com a trajetória observada após o Big Bang.

Foi possível fazer esta descoberta graças a novas e mais exatas medições do telescópio Hubble, que reduzem a possibilidade de disparidade para 1 em 100.000, afastando a opção de que este comportamento é apenas uma coincidência.

Macaque in the trees
Universo (Foto: CC 2.0)

A nova descoberta da NASA está confundindo os físicos, reforçando a ideia de que são necessárias novas pesquisas cientificas para explicar este novo comportamento do cosmos.

Para chegar a esta conclusão, os astrônomos definiram uma relação entre a distância a que se encontra uma galáxia e sua velocidade de afastamento, fenômeno conhecido como Lei de Hubble.

Foram analisadas 70 estrelas variáveis Cefeídas, que se encontram na galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães, que ajudaram a "reconstruir" a escala da distância intergaláctica.

A nova constante não coincide com as medições anteriores, então foram postuladas hipóteses para explicar esta mudança ao longo da história do Universo. Uma delas indica que a matéria escura [um tipo de matéria invisível] afetaria a expansão do espaço e, sendo assim, este processo precisa de ser mais estudado.

O telescópio Hubble foi lançado no espaço em 1990 e continua registrando imagens impressionantes dos lugares mais remotos do Universo.