Mais da metade dos carros na Noruega são elétricos

Pela primeira vez, o número de carros novos elétricos na Noruega superou os movidos a combustível, segundo uma pesquisa oficial divulgada nesta segunda-feira (1), quando foram abertas as pré-vendas do Tesla Model 3s.

Entre os 18.375 novos veículos registrados em março passado no país europeu, 10.728 (58,4%) eram carros elétricos, de acordo com o OFV, o conselho consultivo para o tráfego rodoviário da Noruega.

Há anos os veículos elétricos são populares no país nórdico, mas esta é a primeira vez que os índices apontam um aumento em relação ao período anterior, quando a média girava entre os 40%.

Esse crescimento sofreu o impacto da abertura dos pedidos de pré-venda do Tesla Model 3, o modelo popular da empresa americana.

"As pessoas estavam querendo o Model 3 há muito tempo, e agora ele está chegando", afirmou à AFP Pal Bruhn, diretor de estatísticas da OFV.

Com o crescimento dos pedidos de novos veículos, a empresa de Elon Musk conquistou em março 30% do mercado de carros novos no país.

Dentro da política de emissão zero de gases poluentes, o governo norueguês estabeleceu que até 2025 terá 100% da frota de carros novos composta por carros elétricos, por isso adotou uma série de regulamentações e subsídios para estimular os motoristas na aquisição de veículos que não agridam o meio ambiente.

Entre os benefícios, os carros elétricos pagam menos impostos do que os carros movidos à gasolina ou diesel, o que tornam seus preços mais atrativos. Além disso, os proprietários desses veículos têm alguns privilégios, como estacionamento gratuito, recarga gratuita em estacionamentos públicos e descontos nos pedágios.

"A Noruega tem toda a razão de estar orgulhosa por quebrar mais um recorde em relação aos carros elétricos (BEV, pela sigla em inglês)", segundo um comunicado assinado por Christina Bu, secretária-geral da Associação Norueguesa de Veículos Elétricos.

"A política sobre o BEV está funcionando tão bem que grande parte dos consumidores está optando por um BEV na hora da compra de um carro novo", acrescentou Christina Bu.