Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Fim do verão: saiba como se proteger dos efeitos da luz azul na pele e olhos

Jornal do Brasil

Quem nunca ouviu falar que passar muito tempo em frente ao computador faz mal aos olhos? Vivemos conectados o tempo todo e, sem perceber, o uso em excesso da tecnologia -  smartpones e  tablets - nos bombardeiam não só com mensagens, mas também com muita luz visível, que é conhecida como luz azul.

Pesquisas mostram que a luz azul pode emitir radiação infravermelha e, portanto, pode ter efeitos prejudiciais na pele, incluindo o envelhecimento precoce, por conta da liberação dos radicais livres que danificam as células.

Ela danifica a sua pele porque a radiação da luz azul penetra até a terceira camada da pele. Estes dispositivos eletrônicos utilizam sistemas de retroiluminação (LED). Os LEDs emitem uma luz azul com comprimento de onda entre 381 a 500nm, espectro que estimula a produção de radicais livres.

Os radicais livres aceleram o envelhecimento da pele e da vista por diminuírem vários mecanismos antioxidantes, explica a dermatologista Gabriella Albuquerque,  da Sociedade de Dermatologia do Rio de Janeiro.

Portanto, um estudo publicado no Journal Of Biological concluiu que a luz visível pode causar disfunção celular através da ação de espécies reativas de oxigênio no DNA e que isso pode contribuir para o envelhecimento celular, patologias relacionadas à idade. A radiação azul é uma faixa do espectro eletromagnético de alta energia que indiretamente causa danos na pele com aparecimento precoce de rugas, manchas e afinamento, mas felizmente não promove o risco de câncer de pele por ser uma radiação não ionizante.

Dicas

Com relação aos olhos, a luz azul aumenta o risco de doença macular degenerativa que pode evoluir para perda da visão central de forma lenta e progressiva. De acordo com estudos recentes, os protetores solares atualmente no mercado realmente não protegem você da luz azul.

Então, qual é a solução? A dermatologista elaborou algumas dicas de como diminuir o excesso da exposição a luz visível.

1) A maioria dos filtros solares não protege contra luz azul, para isto devemos procurar o filtro solar com cor por conter o óxido de ferro. Verifique se a concentração dele está acima de 3%. Na falta de um filtro com cor, uma boa base serve.

2) O uso de filtro com proteção contra luz azul pode ser colocado no seu celular – infelizmente eles são encontradas no exterior através das telas de proteção. Busque na Amazon – Iphone blue light protector.

3) O uso de óculos de proteção azul é fundamental. No Japão todos os escritórios já aderiram o novo acessório.

4) Outra forma simples de minimizarmos os danos tanto para os olhos como para a pele primeiramente ajuste o brilho e o contraste da tela do computador. Mas o melhor é a instalação de um software (F.lux)que retira a cor azul e verde do PC. No caso do laptop, você pode alterar as configuraçãoes gráficas para reduzir a quantidade de azul das imagens.