Chile anuncia mais potente observatório de raios gama

O norte do Chile, onde se encontram muitos dos maiores instrumentos de observação astronômica do mundo, também abrigará o mais potente observatório de raios gama, a partir de 2025, informaram as autoridades nesta quarta-feira.

A construção será possível após um acordo entre a chancelaria chilena e o Observatório Europeu Austral (ESO) para a instalação do Observatório Cherenkov Telescope Array (CTA) no cerro Paranal, em pleno deserto do Atacama, onde já está o Very Large Telescope (VLT), o observatório astronômico de luz visível mais avançado do planeta.

O CTA avalia a instalação de 99 telescópios no cerro Paranal, que formarão um conjunto com outros 19 que ficarão no hemisfério norte. O conjunto deve estar concluído até 2025.

"Desta maneira, o Chile abrigará a maior concentração de tecnologia para a observação de fenômenos a partir da Terra", assinalou o diretor-executivo da Comissão Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (Conicyt), Christian Nicolai.

No Chile também se encontra o radiotelescópio Alma, que com 66 antenas é considerado o mais potente de seu tipo no mundo.

Em 2021, também no Chile, entrará em operação o Telescópio Gigante de Magalhães, com capacidade de produzir imagens 10 vezes mais nítidas que o telescópio espacial Hubble.

 

pa/lr