Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Especialista vê espaçonaves soviéticas e russas nos foguetes atuais dos EUA

Jornal do Brasil

Os Estados Unidos desenvolvem ativamente sistemas aeroespaciais, baseando-se nas tecnologias soviéticas ou russas, afirmou o especialista militar Aleksei Leonkov em um artigo publicado no jornal russo Zvezda.

"A importância dos sistemas aeroespaciais americanos para missões militares é comprovada pelo fato de que agora nos EUA os trabalhos estão sendo realizados a todo vapor pelo desenvolvimento das nossas tecnologias", escreveu Leonkov.

Macaque in the trees
Tecnologia soviética nas naves americanas (Foto: SNCspacesystems)

De acordo com ele, a nave espacial de teste orbital X-37B é um análogo do ônibus espacial orbital não tripulado BOR-5. A nave espacial Dream Chaser, que em 2020 visitará a Estação Espacial Internacional, é uma cópia da aeronave EPOS do projeto Spiral, sem contar que a nave Dream Chaser deverá ser lançada para a órbita terrestre por um Stratolaunch "de fuselagem dupla", que é "irmão gêmeo" da espaçonave Molniya-1000, acrescentou o especialista.

"Levando em consideração que temos experiência, herdada dos tempos soviéticos, Roscosmos pode elaborar sistemas aeroespaciais domésticos próprios em curto prazo", conclui o especialista.

 

O BOR-5 é um ônibus espacial orbital não tripulado, sendo um protótipo em escala 1:8 do ônibus espacial Buran, utilizado para analisar as características aerodinâmicas, a distribuição de pressão sobre a superfície de foguete, os limites térmicos, a verificação dos métodos de cálculo aerodinâmico utilizados no projeto da espaçonave Buran.

O sistema aeroespacial Spiral consistia em uma espaçonave orbital que deveria ter sido levada ao espaço com uma aeronave hipersônica, e, em seguida, com um estágio de foguete em órbita.

 

O foguete portador Molniya-1000 foi projetado para transportar cargas de até 450 toneladas ou módulos com até 1,2 mil pessoas. Também poderia ser usado como uma aeronave de suporte para o lançamento de estágios orbitais de sistemas aeroespaciais.