Descobertos 17 novos exoplanetas, um deles é potencialmente habitável

Uma estudante de astronomia da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, descobriu 17 novos exoplanetas, dos quais um é potencialmente habitável.

O planeta, batizado de KIC-7340288 b, tem o tamanho próximo ao da Terra e foi encontrado na zona habitável de sua estrela, segundo publicação da revista "The Astronomical Journal".

Macaque in the trees
O novo planeta, batizado de KIC-7340288 b, tem o tamanho próximo ao da Terra (Foto: Nasa /W. Stenzel)

A estudante Michelle Kunimoto descobriu os exoplanetas quando estava analisando os dados coletados pela missão Kepler da NASA. Durante a análise, a estudante notou um planeta com o tamanho equivalente a uma Terra e meia, pequeno o suficiente para ser considerado rochoso em vez de gasoso.

"Este planeta está a cerca de mil anos-luz de distância, então não chegaremos lá tão cedo, mas esta é uma descoberta realmente empolgante, já que apenas 15 planetas confirmados na zona habitável foram encontrados nos dados do Kepler até agora", citou Kunimoto.

A estudante ainda afirmou que o planeta KIC-7340288 b está a aproximadamente mil anos-luz de distância, o que deve dificultar uma missão. Além disso, ele tem um ano de 142 dias e meio de duração, e sua órbita é um pouco maior que a de Mercúrio. Ele também recebe cerca de um terço da luz que a Terra recebe do Sol.

17 novos planetas, incluindo um mundo habitável semelhante à Terra são descobertos.

Para realizar a descoberta, Kunimoto utilizou o método conhecido como "método de trânsito", onde toda vez que um planeta passa em frente de sua estrela, ele bloqueia uma parte da luz desta e causa uma diminuição temporária no brilho do astro. Essas passagens, conhecidas como trânsitos, permitem reunir informações sobre esse planeta.

Dos planetas encontrados, um tem dois terços do tamanho da Terra, enquanto os restantes variam em tamanhos de até oito vezes o da Terra.(Sputnik Brasil)