China promete realizar 'transformações revolucionárias' para conquistar o espaço

Nas próximas décadas, China promete pôr em prática "transformações revolucionárias" na área espacial graças à "coordenação entre humanos e máquinas".

Segundo informa a Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China (CASC, sigla em inglês), seu programa espacial para 2040 incluirá o desenvolvimento de transportadores espaciais de propulsão nuclear.

Espera-se que este "grande avanço" vá possibilitar o uso de recursos espaciais para a exploração mineira de asteroides e o desenvolvimento de usinas de energia solar, escreve a agência Xinhua.

O país trabalha na construção de foguetes transportadores de classe Long March, que devem ficar prontos até 2020, e de veículos de lançamento "superpesados" — até 2030, para apoio de missões tripuladas à Lua e a Marte.

De acordo com o jornal Global Times, a corporação tenta construir foguetes portadores completamente reutilizáveis [similares ao Falcon 9 da SpaceX] e "foguetes portadores inteligentes de geração futura" até 2035.

Entretanto, a CASC indica que para 2045, o transporte espacial será sujeito a "transformações revolucionárias" e a exploração do sistema solar em grande escala será possível graças à "coordenação entre humanos e máquinas".

>> Sputnik

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais