NASA descobre oceano subterrâneo em satélite de Plutão

Fotos em 3D da sonda New Horizons provam a existência de um oceano subterrâneo congelado em Caronte, o maior satélite de Plutão. A informação foi divulgada em um artigo publicado no jornal Icarus. 

Segundo indica o artigo, durante o voo da sonda perto de Plutão e seus satélites em julho de 2015, foi registrado que Caronte possui um relevo muito complexo — na sua superfície os cientistas descobriram fossos gigantescos com uma profundidade até 4-5 km, grandes cordilheiras de montanhas e outras estruturas inesperadas.

Esta diversidade impressionante do relevo, segundo disseram cientistas da NASA ainda em fevereiro, pode ter sido resultado da congelação de um oceano subterrâneo.

O chefe da missão New Horizons, Alan Stern, e os seus colegas apresentaram no artigo novas provas que provam esta hipótese, baseados na análise das características geológicas do satélite de Plutão.

A equipe juntou fotos da câmera da New Horizons para criar imagens em 3D, o que permitiu aos cientistas ver toda a diversidade do relevo.

Os cientistas creem que, quando o subsolo de Caronte esfriou, o oceano ficou congelado e a atividade tectônica parou completamente.