Saiba peso das matérias e desempenho médio dos candidatos na prova do ITA

Entre os dias 13 e 16 de dezembro ocorre o vestibular do almejado Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Conhecido por ser uma das provas mais difíceis de Engenharia no País, teve o número de vagas disponíveis para 2017 reduzido de 140 para 110.

O vestibular do ITA é bastante peculiar, sem modelo similar no Brasil. “Trata-se de um concurso com altíssimo grau de exigência, realizado em fase única com a duração de quatro dias, com provas das disciplinas Matemática, Física, Química, Língua Portuguesa e Língua Inglesa”, afirma Thiago Cardoso da Costa, coordenador da Turma ITA do Curso Poliedro, marca educacional que mais aprova no ITA há mais de 20 anos.

Segundo estudo elaborado pelo coordenador, no vestibular 2016 a prova com a média mais baixa entre os candidatos aprovados foi a de Química. A prova cobra conteúdos que vão além do que é ensinado no Ensino Médio, como Química Descritiva e a aplicação da Equação de Nernst. “Pode-se dizer que um bom aluno que completou o Ensino Médio, sem uma preparação específica, teria condições de fazer 50 a 60% da prova. Por isso, são poucos os aprovados diretamente do 3º Ano do Ensino Médio ou que estudam sozinhos em casa”, ressalta Costa.

Já nos anos anteriores, em 2014 e 2015, Física foi a prova que obteve a média mais baixa entre os aprovados, o que exige atenção dos candidatos. O assunto Física Moderna, abordado de maneira recorrente na prova, não é trabalhado normalmente no currículo tradicional do Ensino Médio.

Raio-x da prova

A nota final de corte dos convocados para o ITA costuma ficar entre 60 e 70 pontos, dos 100 pontos possíveis. “No vestibular 2016, a nota final do último convocado em primeira chamada foi de 69,4 pontos”, exemplifica o coordenador do Poliedro.

A média final do candidato do ITA é calculada como uma média aritmética simples das disciplinas de Matemática, Física, Química e Língua Portuguesa. A prova de Inglês é somente eliminatória, ou seja, caso o candidato não acerte pelo menos oito questões (40% da prova), ele será eliminado do concurso.

De acordo com Costa, em Linguagens está uma boa oportunidade para o aluno se destacar. Um acerto na prova de Português contribui mais para a nota final do que um acerto na prova objetiva de Matemática. Cada ponto na redação corresponde a 1,6 questões objetivas de Exatas. Confira:

- Questões Objetivas de Matemática, Física ou Química: 0,625 pontos

- Questões Dissertativas de Matemática, Física ou Química: 1,25 pontos

- Questões Objetivas de Língua Portuguesa: 0,75 pontos

- Redação: 10 pontos

Mais informações sobre critérios de eliminação da prova do ITA e critérios para habilitação e classificação: https://www.vestibular.ita.br.