Stone Age desenvolve aplicações para plataforma Hadoop 

A Stone Age, pioneira Analytics & Big Data, está desenvolvendo aplicações para dois projetos distintos com a plataforma Hadoop. Em fase final de implantação, ambos vão operar em uma arquitetura de cluster - quando um grupo de máquinas trabalha em conjunto, como se fosse um único computador de grande capacidade -, o que amplia exponencialmente o desempenho da análise de dados.

Segundo Rodrigo Cordeiro, sócio da Stone Age, ainda são poucos os projetos realizados, no Brasil, com a plataforma Hadoop, mas a empresa já vislumbra um alto potencial de aplicações no país.

"A tecnologia Hadoop, de código aberto, já está sendo amplamente utilizada em outros países e tem oferecido excelentes resultados, permitindo mais flexibilidade no uso de máquinas e, consequentemente, um melhor gerenciamento de custos de uso de infraestrutura. Além disso, com o Hadoop é possível produzir mais facilmente programas que processem dados distribuídos por várias máquinas e com esforço de programação bem reduzido. Isso torna o processo de implementação mais rápido e permite que modificações e atualizações nos programas sejam mais fáceis e econômicas" - completa Rodrigo.

Outra grande expectativa em relação à tecnologia Hadoop é seu uso para análise de dados semi-estruturado e não estruturados - como é o caso de um dos projetos que está sendo implementado pela Stone Age. No setor financeiro, por exemplo, a busca por mais segurança na concessão de crédito vem exigindo uma análise mais ampla e acurada para traçar um perfil mais completo do cliente. Por isso, as instituições estão formando bancos de dados com novas fontes de informações e históricos de crédito cada vez mais ricos, além de dados não estruturados, como os gerados em redes sociais.

Tudo isso impõe novos desafios de volume e complexidade às soluções de análise de dados, que requerem algoritmos computacionalmente mais complexos. Daí a importância de utilizar a plataforma Hadoop, que é facilmente escalável. A solução que a Stone Age está aplicando neste projeto foi gerada a partir de experiências anteriores com o Hadoop, mas com um foco totalmente voltado para as necessidades do mercado financeiro.

Já em outro projeto em desenvolvimento pela Stone Age, o desafio é a análise de dados históricos e complexos de mobilidade urbana. Sem uma plataforma escalável como o Hadoop poderia levar meses para cruzar informações e gerar comparações entre diferentes fontes de dados que são decisivas gestão do sistema de transportes. Nesse caso, especificamente, a plataforma une escalabilidade e velocidade, gerando um panorama completo de serviços.

"A partir do momento em que ampliarmos a utilização de soluções na plataforma Hadoop, a expectativa é que o novo sistema traga benefícios não apenas para o departamento de análises, mas também para toda a companhia. Porque esta tecnologia tem potencial para ser utilizada nas diversas áreas de negócios de uma empresa, como a finanças, marketing, operações e TI", explica Cordeiro.