Plataforma usa impressora para personalizar o ensino

Software pode ser usado para elaborar prova e digitalizar correções, economizando tempo do professor

Uma plataforma lançada pela Xerox em janeiro deste ano nos Estados Unidos se propõe a ajudar professores e escolas a personalizar o ensino. O software Xerox Ignite Educator Support System pode ser usado desde o ensino fundamental até a universidade para elaborar provas e digitalizar correções com o uso de uma impressora multifuncional.

A tecnologia passa respostas dos estudantes escritas à mão para o formato digital, informando o resultado em bem menos tempo que o professor levaria para corrigir provas e trabalhos. Durante a correção, o software acumula dados, como marcas feitas pelo aluno junto às questões. Com isso, o educador consegue descobrir o processo de pensamento do estudante por trás de uma resposta incorreta. A ferramenta também permite gerar relatórios de nível de ensino, que ajudam o professor a compartilhar dados e a organizar os alunos por grupos de aprendizagem. Gera ainda relatórios individuais de feedback, que apontam em quais temas o aluno precisa trabalhar mais.

Um professor pode, por exemplo, mensurar se a turma entendeu uma aula sobre equações, digitalizando os trabalhos de casa dos alunos e as avaliações. Com a tecnologia de captura de imagem, o software lê e analisa os trabalhos em alguns minutos. Depois, o professor pode selecionar a forma como pretende ver os dados, escolhendo entre vários tipos diferentes de relatórios de uma página. Essas variáveis podem ser escolhidas de acordo com tópicos da matéria, como equação de primeiro ou de segundo grau. Os relatórios gerados mostram um resumo do aprendizado da turma, indicando qual aluno precisa de ajuda extra, em quais áreas, e quem está preparado para avançar. Há também um relatório que mostra como o aluno evolui de acordo com o tempo.

O software foi desenvolvido em parceria com professores pela área de Learning Services da Xerox, que busca soluções de gestão de conhecimentos, formas adaptadas de aprendizagem para estudantes e trabalhadores, e-learning, entre outras ferramentas educacionais. “Cada vez mais as instituições de ensino precisam se adaptar aos alunos, que são ‘nativos digitais’ e, soluções como o Ignite, são respostas que potencializam o aprendizado”, diz Rodrigo Belluco, diretor executivo de Global Document Outsourcing da Xerox. Atualmente, a ferramenta é usada no Webster School District, um dos agrupamentos escolares de Nova York. Ainda não há previsão da chegada da plataforma ao Brasil.

Correção automática

Por enquanto, os educadores brasileiros têm a disposição outra plataforma educacional da Xerox, a GIP (Gestão Inteligente de Provas), que corrige provas e simulados com questões de múltipla escolha automaticamente. A ferramenta está disponível para qualquer tipo de instituição de ensino, como escolas, cursos preparatórios e universidades.?O sistema permite a construção e manutenção de um banco de questões criado pelo professor. Com isso, ele pode imprimir provas personalizadas, com nome e foto do aluno, e tornar mais difícil a “cola”, criando versões diferentes da avaliação com perguntas e respostas embaralhadas. A partir dos dados do software, é possível gerar estatísticas, produzir relatórios comparativos e notificar por e-mail o aluno ou responsável, enviando resultados e notas.