Start-Ed Lab busca empreendedores na educação

Programa vai valorizar projeto que garanta engajamento de pais e responsáveis na educação dos alunos

Voltado àqueles que acreditam no poder das ideias inovadoras na área de educação, a terceira edição do programa Start-Ed Lab, da Fundação Lemann, está com inscrições abertas até o dia 5 de junho. O programa busca apoiar empreendedores que apresentem produtos dedicados à tecnologia e inovação, com a possibilidade de mudar o cenário atual da educação no Brasil. Uma novidade dessa edição do programa é a valorização de projetos que garantam o engajamento de pais e responsáveis na educação dos alunos.

Além de servir como forma de incentivo a criações no ramo educacional, o Start-Ed Lab busca fomentar a capacidade desses empreendedores a gerenciar suas start-ups. Para isso, serão selecionadas sete equipes com produtos ou ideias promissoras para resolver questões e problemas de qualquer área da educação. Além disso, uma oitava equipe que desenvolva projeto para garantir a participação de pais na formação de seus filhos também vai participar do programa.

O projeto abrange desde criações em fase inicial (apenas o conceito) até as que já possuem um ano e meio de mercado. Essa iniciativa busca conectar os “criadores” a outros empreendedores, mentores e investidores, de forma que iniciativas de qualidade não sejam barrados pela falta de incentivos financeiros. Daniel Liebert participou do programa em 2014 e ressaltou como o apoio fornecido é fundamental. “O programa nos muniu de todas as ferramentas para estruturarmos um planejamento e executá-lo, além de nos colocar em contato com uma rede fenomenal”.

Os interessados devem se inscrever neste link e respeitar os critérios descritos no Edital. Entre eles: o próprio empreendedor deve inscrever o produto, que deve estar em fase inicial, além de levar em consideração a situação das escolas brasileiras, não exigindo grandes reformas tecnológicas para sua implantação. A divulgação do resultado será feita pelo site da Fundação Lemann no dia 6 de julho e o grupo deverá comparecer a cinco encontros, o último deles em novembro.