CTC/PUC-Rio apoia lançamento da nova versão da plataforma Cidadão 10

Já está disponível na web a nova versão do Portal Cidadão 10. Desde 2013, a premiada plataforma digital incentiva e divulga ações de cidadania sugeridas pelos usuários. Este é mais um dos projetos associados ao Laboratório de Engenharia de Software (LES/PUC-Rio) do Centro Técnico Científico da PUC-Rio. Alunos de Ciência da Computação e Design, experientes em mobile, programam a plataforma, contribuindo para o sucesso da iniciativa. 

Na nova versão do Cidadão 10, que pode ser acessado tanto em dispositivos móveis quanto pelo computador, é possível entrar com seus dados, suas áreas de interesse e receber as notificações de eventos de acordo com o seu perfil. "Além disso, os usuários podem agora selecionar os eventos por localidade e por tipo de ação, sempre tendo como propósito engajar e tornar cada cidadão um agente de mudanças positivas para a cidade e, consequentemente, o país", revela Frederico Tannenbaum, coordenador do projeto junto ao LES/PUC-Rio.

O Portal passa a ser em formato de rede social, permitindo uma maior interação entre os usuários, que continuarão dando sugestões de ações sustentáveis e poderão, assim como no Facebook, criar eventos, falar entre si, debater no fórum e confirmar presença nas campanhas de mobilização divulgadas, sempre priorizando as melhorias para a cidade em alguns temas como: Água, Educação, Lixo e Resíduos Sólidos, Mobilidade, Reflorestamento, Segurança e Trocas e Doações, entre outros. Para participar, basta entrar no site www.cidadao10.com.br e entrar com seu login do Facebook ou conta Google, preencher as perguntas sobre interesses e habilidades e, a partir daí, o sistema cruzará as informações fornecidas e recomendará eventos de cidadania associados ao seu perfil.

O porta-voz do projeto e coordenador do Cidadão 10, Ariel Kozlowski afirma que o objetivo é ser uma rede social para facilitar a conexão das pessoas interessadas em resolver problemas da sociedade ou da própria cidade. "Em vez de apenas reclamar, faça algo pelo seu espaço e influencie outras pessoas a também fazerem o bem", defende. E reforça que não são aceitos eventos partidários, religiosos ou de autopromoção: "Somos uma rede social de nicho, um mosaico de eventos, com pessoas conscientes em unir forças por uma sociedade melhor".

O Portal Cidadão 10 nasceu na empresa ThinkTank, criada pelos ex-alunos da PUC-Rio Frederico Tannenbaum (Design) e Miguel Gaspar (Engenharia de Controle e Automação). Em 2013, a ideia foi premiada pela Prefeitura do Rio de Janeiro no Desafio Rio Ideias, na categoria "Ordem Pública e Conservação". Logo em seguida, o Cidadão 10 foi o grande campeão da Rio Apps 2013, competição também promovida pela Prefeitura do Rio em busca de soluções inovadoras para os problemas da cidade.

No ano seguinte, foi selecionado para o Start Up Rio, programa de aceleração de empresas digitais do Governo do Estado do Rio de Janeiro - que hoje é administrada pela FAPERJ e pelo ASSESPRO.  Graças a esta seleção, a empresa participou do programa Google Startup Laurchpad, que proporcionou a oportunidade de receber profissionais da Google, vindos de diferentes partes do mundo, para cinco dias de mentoria com os criadores da plataforma. Paralelamente, o Cidadão 10 recebeu da Google um patrocínio de US$ 100 mil em serviços de servidor, aplicado na hospedagem dos bancos de dados e manutenção do site na web.

Ariel Koslowski conta que uma iniciativa que o inspirou a desenvolver o Cidadão 10 junto à ThinkTank é a do montanhista Domingos Sávio Teixeira, que há 12 anos, sempre no 1º sábado do mês, organiza um mutirão de reflorestamento na face leste do Morro Pão de Açúcar. Para isso, Sávio Teixeira precisou conseguir autorização da Prefeitura para adotar a área, visando à melhoria da região, e continuar seu trabalho voluntário. "O Cidadão 10 enxerga este caso como um exemplo a ser seguido e reconhecido pelos cariocas", reforça Kozlowski.

Cidadão 10 apoia iniciativas de sucesso

Em 31 de janeiro de 2014, às vésperas do carnaval carioca, época em que os bancos de sangue precisam de muito material, o Cidadão 10 divulgou a ação "Rolezinho no Hemorio". O resultado foi excelente: mais de 200 pessoas se mobilizaram e doaram sangue no conhecido Centro em hematologia e hemoterapia da Secretaria de Saúde do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

No dia 13 de setembro deste ano, será realizado o FAÇA, Festival de Amor e Cidadania, com o objetivo de reunir nesta data diversos eventos de benfeitorias para cidades brasileiras, criando um fluxo de movimento entre as diferentes ações simultâneas pelo Brasil, como foco maior nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e Fortaleza. O projeto é uma parceria com a Satrapia, Agência de Benfeitoria que promoveu o "100 em um dia", uma franquia social de Bogotá, replicada no Rio ano passado. "A gente vai dar suporte no contato junto às prefeituras para conseguirmos as respectivas autorizações para cada ação proposta durante o festival. Por exemplo: pela lei do artista de rua você pode tocar nas calçadas, fazer uma música, mas se você quiser botar uma caixa de som, e ultrapassar o nível de decibéis permitido, você precisa de uma autorização da Prefeitura. Nós somos a rede social que facilitará o festival", explica Kozlowski.