Apple bloqueou leitor biométrico no Nexus 6, diz ex-presidente da Motorola

O ex-presidente executivo da Motorola, Denis Woodside, confessou que a ondulação na parte traseira do smartphone Google Nexus 6 foi criada originalmente para ter um leitor biométrico (de digitais). Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, Woodside lembrou que a tecnologia foi usada pela primeira vez no Motorola Atrix em 2011.

No entanto, o leitor biométrico da Motorola era produzido pela empresa Authentec, que foi comprada mais tarde naquele ano pela Apple. Com a compra, a Motorola perdeu seu fornecedor e o leitor de digitais.

Nas palavras do ex-executivo, atualmente presidente-executivo do Dropbox, havia apenas outro fornecedor, que não possuía o mesmo potencial da Authentec.

Em linhas gerais, a decisão pode ter sido benéfica para Google e Motorola. Por exemplo, no smartphone HTC One Max, o leitor biométrico tem reclamações de lentidão e falhas.