Entra na fase final a busca pelos restos de Cervantes

Após nove meses de trabalho, iniciou neste sábado (24) a etapa final pela busca dos restos mortais do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Os especialistas estão cavando na Igreja das Trinitárias, em Madri, para tentar resolver o mistério sobre o local onde Cervantes foi enterrado.

Um time de arqueólogos e antropologistas está analisando a área da cripta da igreja, local onde foram encontrados três túmulos não registrados. Os ossos retirados ali serão exumados e analisados.

Almudena Garcia Rubio, que guia o projeto, afirmou que se os ossos do "pai da língua espanhola" não forem encontrados na capela das Trinitárias, há outros possíveis locais de busca.

Técnicos e pesquisadores concordam sobre o fato de que um documento oficial diz que o escritor foi enterrado no convento, local que o abrigou quando foi preso, e no qual há uma placa lembrando o fato.

O que ainda não se tem certeza, por ter sido passado oralmente por gerações, é que Cervantes foi exumado durante uma reforma do convento, onde agora está a igreja. Por isso, se presume que os restos mortais foram transferidos para a parte da cripta do monumento religioso.

A meta é encontrar o local do sepultamento de Cervantes até o ano que vem, quando se completam os 450 anos da morte do escritor.