Ipem-SP reprova 88% dos brinquedos após queixas de usuários

Uma análise do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) demonstra que os brinquedos são os itens de consumo com maior índice de reprovação, 88% dos casos registrados após reclamações de seus usuários.

De acordo com o órgão, a maioria dos produtos não apresentava o selo do Inmetro. A marcação é obrigatória para garantir a qualidade dos brinquedos, após testes de segurança.

No total dos 6.073 atendimentos de reclamações de produtos realizados pelo Ipem-SP, 34% resultaram na reprovação dos instrumentos, produtos ou serviços após a inspeção, como brinquedos, eletrodomésticos, bombas de combustível e balanças.

Os eletrodomésticos também receberam denúncias de cidadãos. Em sua maioria, a maior parte das reclamações também era sobre produtos sem o selo do Inmetro. Das reclamações recebidas pelo Ipem-SP, 50,6% dos eletrodomésticos foram reprovados após análise do instituto. 

No caso das bombas de combustível, as pessoas que desconfiaram do produto fornecido nos postos de abastecimento também realizaram denúncias. Cerca de 6% das reclamações sobre bombas de combustível resultaram em reprovações.

As balanças e seus diversos usos – em supermercados, quitandas, entre outros – apresentaram índice de 18,4% de reprovação após análise do Ipem-SP.

A lista completa do ranking está disponível no site do IPEM-SP.