Brasil não é convidado para elaborar texto de desmatamento

Chefes de Estado e representantes de 125 países estiveram na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, nesta terça-feira, para as discussões da Cúpula do Clima. Embora a presidente Dilma Rousseff (PT) e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, tenham participado do evento, elas não foram convidadas para ajudar na elaboração do documento apresentado, que determina algumas iniciativas globais antidesmatamentos. 

"Não fomos convidados para a construção da declaração. Apenas fomos convidados para aderir à declaração sem ter a possibilidade de mudar a proposta", afirmou a assessoria de imprensa do ministério. 

Em entrevista à TV NBR, a ministra disse que, mesmo não tendo atuado diretamente na produção do texto, o país, graças a seus projetos de proteção da Amazônia, tem seu papel reconhecido pelas autoridades internacionais.  

“O Brasil tem muito o que mostrar. A ONU reconhece que temos as maiores contribuições no enfrentamento às mudanças do clima no mundo”, disse.