Jovem chinês denuncia estatal por bloqueio do Google

Um cidadão chinês denunciou à Justiça a estatal de telecomunicações China Unicom por bloquear a ferramenta de buscas norte-americana Google no país asiático.    

Wang Long, de 25 anos, se define como um "trabalhador da lei" e afirma que a companhia não fornece o serviço pelo qual é paga pelos usuários. Em um post na Internet, ele também conta que o advogado da operadora disse em um tribunal "não estar seguro" sobre os motivos da inacessibilidade do serviço. Assim como Twitter, Facebook e Youtube, o Google é bloqueado por um sistema de censura chamado "Grande Muralha".    

A expectativa é que a corte de Shenzhen, onde a ação de Wang Long foi apresentada, emita uma sentença em outubro.