Jovens entregam a Dilma projetos de sustentabilidade em escolas

Quase 700 crianças e adolescentes de várias cidades do Brasil, que participam da 4ª Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (Cnijma), se reuniram hoje (26), no Palácio do Planalto, para entregar projetos de sustentabilidade em escolas à presidente Dilma Rousseff.

Depois dos encontros municipais e estaduais, os delegados, de 11 a 14 anos idade, participam agora da etapa nacional da conferência que ocorre na cidade de Luziânia (GO), a 60 quilômetros de Brasília. “A ideia é que o Ministério da Educação e o governo apliquem [essas propostas] como política pública porque o que está sendo discutido e apresentado aqui é reflexo do que as escolas estão querendo e construindo”, informou José Vicente Freitas, coordenador da Cnijma e membro da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do Ministério da Educação (MEC).

Em discurso, a presidente disse ter ficado impressionada com a quantidade de escolas participantes da conferência. Cerca de 18 mil instituições educacionais de 3 mil cidades. “Fiquei ainda mais interessada quando me falaram que tipo de projetos vocês estão desenvolvendo. Disseram-me que são projetos que vão desde a dessalinização lá em Fernando de Noronha, passando por horta ecológica e coleta seletiva de lixo”, disse.

Segundo Dilma, o MEC está empenhado em assegurar crescentes apoios às escolas sustentáveis. “Isso vai se refletir no fato de que o ministro [José Henrique] Paim [secretário executivo e representante do MEC] me comunicou que nós teremos uma meta de chegar até 10 mil escolas ainda em 2014”, declarou, em referência à quantidade de instituições sustentáveis que deverão ser criadas até o fim do ano que vem.

Além de reunir crianças e adolescentes, a conferência, que vai até amanhã (27), conta com a presença de 54 jovens facilitadores, que já atuaram como delegados, 54 especialistas e 108 professores representantes das escolas, totalizando cerca de 1.100 pessoas. Durante a solenidade, a presidenta recebeu, de forma simbólica, 108 projetos desenvolvidos pelos jovens.

A delegada Danielly Lopes Barbosa, de 13 anos, que mora em Araguaína (TO), falou sobre a experiência de participar da conferência e adquirir conhecimento que poderá ser transmitido a outros jovens. “A gente aqui é como se fosse aquelas buchas de lavar louça, a gente absorve para depois distribuir”, declarou.

A 4ª Cnijma, aberta sábado (23), tem como tema: Vamos Cuidar do Brasil com Escolas Sustentáveis. De acordo com o coordenador José Vicente Freitas, o MEC já está elaborando uma política para as escolas sustentáveis. “Então o que eles estão trazendo dos estados vão gerar subsídios para a gente incluir nesse projeto estruturante”, disse.