Estudo mostra que Santo Sudário pertenceu à época de Jesus

Venerado por muitos como o manto que cobriu o corpo de Jesus após sua morte e questionada por outros como uma farsa medieval, o Santo Sudário pode mesmo pertencer à época em que Cristo viveu. O anúncio foi feito por cientistas após análises de um pedaço da peça de linho revela que o tecido é datado de um período entre 300 a.C. e 400 d.C. As informações são do Daily Mail.

Os pesquisadores realizaram testes forenses para comparar fibras do sudário com uma série de amostras de tecido antigos. Foi descoberto que o material pode ter sido fabricado na época em que Jesus viveu. Os resultados contradizem um estudo de 1988, liderado pelo Museu Britânico, que determinou através de datação por radiocarbono que o manto era de uma época compreendida entre 1260 e 1390.

O tecido - também conhecido como Sudário de Turim - mostra a imagem de um homem barbudo com ferimentos consistentes com os de alguém que sofreu traumatismos físicos ao ser pregado em uma cruz. A pesquisa anterior havia apontado que a peça de 4,5 metros de comprimento teria sido fabricada durante a Idade Média - mais de mil anos após a crucificação de Jesus - e seria, portanto, uma farsa.

Cientistas da Universidade de Pádua, porém, aceditam que os resultados originais possam ter sido distorcidos por séculos de ação da água e por danos de fogo. A descoberta é apresentada em um novo livro chamado Il Mistero della Sindone ("O Mistério do Sudário", em tradução livre), lançado nesta Sexta-Feira Santa.