Latim deve perder domínio em endereços online

REUTERS

SEUL - O organismo responsável por atribuir endereços online aos usuários de internet no mundo informou que decidiu permitir o uso de qualquer letra mundial, não mais apenas o alfabeto latino.

A Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN, na sigla em inglês), que aprovou a mudança em uma reunião em Seul, disse em um comunicado que isso pode levar a um aumento dramático no número de usuários da internet.

- Este é apenas o primeiro passo, mas é incrivelmente grande e uma iniciativa histórica rumo à internacionalização da internet - afirmou Rod Beckstrom, presidente da ICANN.

- Acabamos de tornar a internet mais acessível para milhões de pessoas em regiões como a Ásia, Oriente Médio e Rússia - disse.

O programa será implementado em etapas, começando a partir de 16 de novembro. Inicialmente, a iniciativa permitirá que nomes de domínio internacionalizados (IDNs) utilizem letras como a chinesa, coreana ou arábico para designar o código do país no final de um endereço.

Eventualmente, o uso de IDNs será expandido para todos os tipos de nomes de endereço na internet.

A ICANN foi estabelecida em 1998 e operou sob proteção do Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

A associação decidiu quais nomes podem ser adicionados aos principais níveis de domínio da internet (TLDs), como ".com" e outros códigos de países.