Disque-Gripe começa a funcionar no Rio

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Começou a funcionar nesta segunda-feira o serviço de atendimento telefônico para orientar pessoas com sintomas de gripe no Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), foram realizados, entre 6h e 17h, 5.524 atendimentos. Como a quantidade de ligações superou as expectativas, o número de posições de atendimento foi ampliado de 40 para 45 pessoas. O secretário estadual de Saúde e Defesa Civil, Sérgio Côrtes, esteve na central de atendimento pela manhã. Nesta segunda-feira, foram confirmados mais 7 mortes de gripe suína, quatro no estado de São Paulo e três no Paraná: agora já são 45 vítimas no Brasil.

O Jornal do Brasil testou o novo serviço e verificou que, até às 9h, a central funcionava normalmente, esclarecendo a população sobre os sintomas da gripe suína. Em quatro tentativas, nas duas primeiras o telefone estava ocupado. Nas outras, o atendimento foi iniciado em torno de um minuto. A atendente perguntou o que a pessoa estava sentindo e se existia evidências de gripe, como febre. Foi feito um registro dos dados do paciente, como nome e endereço, e mencionado um número de protocolo. Todo o serviço durou cerca de dois minutos.

O Disque-Gripe funcionará todos os dias, das 6h às 23h30, no telefone 0800 28 10 100. Por meio do serviço, a população poderá ter esclarecimentos sobre sintomas e ainda ser monitorada diariamente.

Dependendo da gravidade dos sintomas descritos, o paciente é orientado a procurar um dos 17 Centros de Referência da Gripe e, se for necessário, será removido por uma das ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A remoção só será possível caso a pessoa esteja na cidade do Rio de Janeiro ou em Niterói.

Os Centros de Referência da Gripe funcionam 24 horas por dia, com 42 enfermeiras supervisoras, 180 enfermeiras e 210 técnicos de enfermagem, que avaliarão o estado clínico dos pacientes. Dependendo do caso, os pacientes poderão ser encaminhados para avaliação médica numa unidade hospitalar.

Um site também foi criado para atender a quem precisar de informações sobre a gripe suína. O endereço do serviço na internet é www.riocontragripea.rio.rj.gov.br e concentra informações relacionadas à doença. No site, há um questionário de avaliação de sintomas, permitindo ao usuário diferenciar a Influenza A de outras doenças com sintomas semelhantes.