Publicidade

Misteriosa Mona Lisa: segredo de Leonardo da Vinci é finalmente desvendado

Pintado no início do século XVI, acredita-se que Mona Lisa seja responsável por 80% dos mais de 10 milhões de visitantes do Museu do Louvre em Paris

Foto: reprodução
Credit...Foto: reprodução

É sabido que o quadro da Mona Lisa é uns dos mais famosos e procurados no mundo pelos amantes de arte. Contudo, cientistas que o analisaram com mais profundidade, descobriram novos detalhes interessantes.

Pintado no início do século XVI, acredita-se que Mona Lisa seja responsável por 80% dos mais de 10 milhões de visitantes do Museu do Louvre em Paris. Ao digitalizar o quadro, o cientista Pascal Cotte conseguiu captar camadas escondidas debaixo do famoso retrato. A partir daí, foi uma descoberta de detalhes curiosos que podem vir a contar mais sobre a criação da Mona Lisa, segundo o jornal Express.

Publicado por Culture Corner em Quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Utilizando o Método de Amplificação de Camadas (LAM, da sigla em inglês) com uma câmara multiespectral, Cotte conseguiu captar 13 diferentes comprimentos de onda, dando também para captar a interação entre luz e matéria no quadro. Deste modo, no meio das camadas, foi descoberta a técnica spolvero, uma técnica que teria permitido ao pintor renascentista transferir rascunhos do retrato para a sua tela de madeira usando pó de carvão.

Detalhes fora do lugar
Através das marcas descobertas pela sua tecnologia, Cotte foi capaz de entender que a Mona Lisa não foi pintada apenas como desenho livre, pois vestígios de spolvero foram encontrados na linha do cabelo e nas mãos da mulher retratada. Porém, as descobertas não pararam por aí.

No lado direito da cabeça de Mona Lisa, Cotte descobriu o que parece ser a ponta de um gancho de cabelo, algo que não estava nos padrões da moda feminina na época, com exceção de quadros que retratem deusas ou a Virgem Maria, o que não é o caso. Assim, várias dúvidas se levantam em relação ao trabalho de Leonardo da Vinci.

Não há ainda respostas finais para este mistério artístico, contudo, Cotte teoriza que a Mona Lisa de hoje pode ter sido o resultado final da junção de dois (ou mais) projetos anteriores falhos do pintor italiano.(com agência Sputnik Brasil)