João Roberto Kelly é homenageado pela Confraria do Peru Sadio

A confraria do Peru Sadio, bloco que representa o bairro do Leme há mais de 25 anos, vai homenagear João Roberto Kelly em seu desfile pelas ruas do bairro, dia 27, segunda ‘gorda’ de Carnaval. Este ano, além de Kelly, o chargista Aroeira também se faz representar através das camisas do bloco com uma charge do legendário peru.

Segundo o Presidente da Confraria, o compositor e produtor artístico Lúcio Mariano, além das famílias do Leme, o tradicional bloco reunirá foliões de toda zona sul, artistas, cantores, músicos e compositores para homenagear o rei das marchinhas. “ É uma honra para nós. Ele é mais que um ícone do carnaval carioca. João é uma pessoa muito simples, um poeta e tem uma técnica muito legal pra fazer marchinha. Inclusive, ele é um dos compositores do Peru Sadio junto comigo, Miguelzinho do Cavaco e Glória Marques. Para nós, estar ao lado dele é uma experiência única. Gostaríamos que as novas gerações conhecessem o artista, a pessoa de João Roberto Kelly, responsável por embalar tantos casais, famílias que se formaram pelas ruas da cidade durante os dias de folia”.

Aos 77 anos, 53 carnavais, João Roberto Kelly é o último compositor de marchinhas clássicas ainda em atividade. A primeira foi Cabeleira do Zezé, que estourou em 1964 e segue até hoje como uma das mais executadas nos blocos e bailes de clubes; logo em seguida, vieram Mulata Iê-Iê-Iê e Joga a Chave; na década de 1980, os sucessos Maria Sapatão e Bota a camisinha.

A Confraria do Peru Sadio que ano passado arrastou em seu cordão mais de cinco mil foliões trará João Roberto Kelly em um de seus carros de som sentado em um trono, em uma alusão ao ‘Rei das Marchinhas’. De acordo com Mariano a concentração será em frente ao tradicional Restaurante Fiorentina e durante o esquentar dos tamborins serão executadas diversas músicas de autoria do homenageado.