Prefeito do Rio entrega o novo Sambódromo ao lado de Oscar Niemeyer 

O prefeito Eduardo Paes, acompanhado do arquiteto Oscar Niemeyer e do presidente do Comitê Organizador dos Jogos, Carlos Arthur Nuzman, inaugurou neste domingo, dia 12, o novo Sambódromo. Após grande reforma, o espaço exibe agora o traçado projetado por Niemeyer há cerca de 30 anos, que equilibra os dois lados como se fosse um espelho. Além de palco da maior festa popular do mundo, o Sambódromo é o primeiro local de competição e o segundo equipamento olímpico de 2016 a ser entregue à cidade. Ali serão disputadas as provas de tiro com arco olímpica e paralímpica, além da tradicional Maratona.

Reaberto com novo sistema de sonorização, o Sambódromo teve a capacidade de público ampliada, com quatro novos conjuntos de arquibancadas, frisas e camarotes que oferecem 12.500 lugares a mais. Em seu discurso, o prefeito do Rio ressaltou a importância do equipamento para a cidade, bem como o orgulho por ter recuperado seu traçado original:

- Estamos entregando ao mestre Niemeyer sua obra totalmente completa, concebida há quase 30 anos, e pela qual ele sente enorme carinho. Além disso, é com grande orgulho que inauguramos hoje o palco da maior manifestação popular do mundo ao lado do mestre que o idealizou - disse o prefeito, que também destacou a eficiência da prefeitura em relação aos prazos determinados para a entrega das obras voltadas aos Jogos Olímpicos Rio 2016:

- O Rio de Janeiro se orgulha por estar mais adiantado que os londrinos em relação à preparação para os Jogos. Trata-se da segunda obra para as Olimpíadas a ficar pronta com quase cinco anos de antecedência. O mais importante é destacar o quanto as Olimpíadas estão servindo à cidade, o quanto o Rio é nossa prioridade - afirmou Paes.

A festa de inauguração do novo Sambódromo começou com a “Corre Aí na Sapucaí", prova que reuniu mil participantes, que, fantasiados, percorreram 5,5 km. Entre os corredores estava o medalhista Vanderlei Cordeiro de Lima, bronze em Atenas 2004, que chegou em quarto lugar. Durante a prova, o público foi embalado por sambas-enredos que fizeram história. Antes da largada, o prefeito do Rio cortou a faixa e abriu as novas arquibancadas do setor par ao público.

No fim da tarde, Oscar Niemeyer chegou ao Sambódromo para participar de sua inauguração. Ele apresentou um painel de azulejos encomendado por ele e instalado embaixo da arquibancada do setor 2 em que o arquiteto agradece ao prefeito e à prefeitura a conclusão de seu projeto tal como foi idealizado por ele há quase três décadas.

Um dos pontos altos da noite foi a passagem das baianas pela Passarela do Samba. Ao som de sambas tradicionais, as baianas fizeram a inédita lavagem da pista, oficializando a entrega da Sapucaí ao povo carioca e a abertura da Avenida para o Carnaval 2012. Fechando a noite, a Beija-Flor entrou na Sapucaí para encerrar os ensaios técnicos, que tiveram ainda teste de luz e som do novo Sambódromo.