Bernake renova alerta sobre desequilíbrios globais

SÃO PAULO, 19 de outubro de 2009 - O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Ben Bernanke, alertou hoje que a política de países asiáticos pelo fortalecimento das exportações pode provocar o reagravamento dos desequílibrios no comércio e no fluxo de capitais, que para alguns ajudou a alimentar a bolha imobiliária norte-americana.

Os superávits comerciais alcançados por políticas que reforçam artificialmente a poupança doméstica e a indústria exportadora distorcem a alocação de recursos, afirmou.

"Para alcançar um crescimento econômico mais equilibrado e duradouro, e para reduzir os riscos de uma instabilidade financeira, precisamos evitar os desequilíbrios insustentáveis e crescentes no comércio e no fluxo de capitais", disse em comentários preparados para discurso em uma conferência do Fed de São Francisco sobre a Ásia.

Bernanke afirmou que os desequilíbrios diminuíram após a crise, mas alertou que com, a recuperação econômica e a retomada dos volumes comerciais, esses desequilíbrios podem voltar a crescer.

(Redação - JBOnline)