Emerson rescinde contrato com o Santos

Samir Carvalho, JB Online

SANTOS - A passagem do volante Emerson pelo Santos não durou muito tempo: apenas seis jogos. O jogador, que já defendeu a Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo, pediu que seu contrato fosse rescindido com o time alvinegro por conta da cirurgia que passará nesta quarta-feira. Com a operação, o atleta só voltaria a campo na próxima temporada, mas preferiu deixar a equipe antes do fim de seu contrato.

O atleta foi apresentado no dia 31 de junho à torcida santista com status de craque, com desfile no gramado da Vila Belmiro e, foi recebido por Zito e Clodoaldo, volantes que marcaram história no time alvinegro e na Seleção Brasileira. O jogador, que chegou ao clube nove quilos acima do peso, demorou mais de um mês para estrear.

A estreia aconteceu no segundo tempo do jogo contra o Goiás, no Serra Dourada, no dia 23 de agosto. Antes de estrear, o veterano também esteve envolvido em uma polêmica, já que teria sido visto embriagado em uma casa noturna em Santos. Com a rescisão de Emerson, o Santos se livra de pagar os salários do jogador, considerado um dos três salários mais altos do elenco.

O jogador, que disputou apenas seis partidas pelo Santos, atuou pela última vez com a camisa do time da Vila Belmiro na derrota para o Atlético-MG por 3 a 1, no Mineirão, no dia 26 de setembro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Emerson será submetido a uma cirurgia na tíbia esquerda na próxima quarta-feira, pelo médico Joaquim Grava, no Hospital São Luiz, em São Paulo. Segundo o departamento médico do Santos, o atleta terá que ficar três meses se recuperando da operação. "O Emerson vai operar, ele tem uma inflamação na tíbia esquerda, e vai ficar três meses fora, se recuperando da cirurgia", afirmou o médico do Santos, Carlos Braga.