Milho perde área e produtividade

SÃO PAULO, 8 de junho de 2009 - Adversidades climáticas e redução de área plantada vão reduzir a produção brasileira de milho. De acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção será de 49,88 milhões de toneladas, ante 58,65 milhões de toneladas na safra passada, queda de 15%, considerando a primeira e segunda safra.

A colheita de primeira safra já está finalizada nos principais pólos produtores, com exceção do Nordeste onde, apesar do clima adverso, a cultura atravessa um bom estágio de enchimento dos grãos.

A estiagem na fase de desenvolvimento vegetativo e floração ocasionaram perdas importantes de produtividade média na região Centro-Sul (cerca de 6,3%).

Na segunda safra, as estimativas da Conab indicam reduções expressivas de áreas no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com 9,2% e 8,5%, respectivamente. Em Minas Gerais, são projetadas reduções tanto em área como em produtividade, refletindo os baixos preços praticados pelo mercado.

(Redação - IN)